18 respostas [Última]
Ze Marques
Retrato de Ze Marques
Offline
FornecedorJá tenho o livro!
Desde: 07.01.2007
Musicos que usam os Midi- files
Quarta, 02/02/2011 - 00:41

Sei que este topico vai incomodar alguns colegas, mas paciencia...
Por vezes aparecem aqui topicos referentes a licenças sobre isto e sobre mais aquilo, outros topicos é porque os musicos cobram muito dinheiro, outros é porque os musicos tambem comem na festa, etc...

Mas ningem comenta os musicos que apresentam as musicas tao bem tocadas, que mais parece um original, onde eles apenas carregam no botao PLAY, mexem os dedos por cima do teclado e cantam, cantam e encantam, porque para quem nao percebe ate diz... "ele toca muito bem", mas na realidade ele esta a apresentar um playback instrumental.
É claro, nao perdem tempo a tirar tons das musicas, nem a escrever as letras das musicas, existem locais onde lhe vendem a papinha toda feita e em alguns casos ate se encontra aqui na net.

DEPOIS APRESENTAM PREÇOS TIPO 200 EUROS POR UM CASAMENTO, OU MENOS e ainda dao ofertas...

A musica é uma arte...é algo que se sente e que se transmite.

Musicos do midi, valorizem-se, apresentem musica realmente tocada, se nao sabem tocar, vao aprender é para isso que existem as escolas, mas nao enganem as pessoas.

Um abraço para os musicos verdadeiros, aqueles que realmente tocam e sentem a musica.

Contactos:
www.zemusica.com ---- zemusica@hotmail.com
965059058


Ze Marques
Retrato de Ze Marques
Offline
FornecedorJá tenho o livro!
Desde: 07.01.2007
Quando me refiro a musicos
Quarta, 02/02/2011 - 18:22

Quando me refiro a musicos MIDI, quero dizer Organistas ou teclistas.
No caso de um Guitarrista é diferente porque precisa de ter um suporte, uma base musical e admiro o seu trabalho.

Contactos:
www.zemusica.com ---- zemusica@hotmail.com
965059058

Em Biquinhos de Pés
Retrato de Em Biquinhos de Pés
Offline
Desde: 09.09.2009
Concordo plenamente
Quarta, 02/02/2011 - 15:19

Concordo plenamente consigo.
Até penso que estamos a falar dos mesmos fornecedores.

Mas nós queixamo-nos porque quem oferece esse tipo de oferta musica, oferece também por pouco dinheiro a animação infantil. O que para nós animadores consideramos que é uma desvalorização enorme do nosso trabalho.

Fica aqui o meu apoio colega.

Esperamos que as noivas não caiam neste tipo de ofertas...

Cumprimentos,

Filipa Agostinho

Alma Lusitana
Retrato de Alma Lusitana
Offline
Fornecedor
Desde: 11.04.2007
Boa Zé! E acordes de Sétima, fazes?
Quarta, 02/02/2011 - 15:52

Grande Zé, só tu para abrires um tópico assim. A destapar a careca aos outros... seu maroto!!!

Concordamos plenamente.

VIVAM OS MUSICOS QUE SABEM FAZER ACORDES DE SÉTIMA!!!

Antigamente (anos 80) era preciso carteira profissional para se ser músico. Fazia-se um exame, e tinha-se a licença. Hoje em dia não é preciso isso, é preciso apenas fazer um site, comprar umas coisitas, participar num fórum, e estamos prontos para 'vender' musica!

Mas por acaso já alguém viu aqui algum tópico a pedir musicos com formação?
Alguém viu por exemplo um tópico a perguntar se o material que usam é de qualidade?
Alguém vos perguntou alguma vez se tocam mesmo ou se usam playbacks? (a nós não!)

Uma coisa é comprar uma aliança (sem querer estar a depreciar o negócio que é tão nobre como o nosso), em que o que interessa é o preço. Se um modelo de aliança é 50€ mais barata num sitio, para que vou comprar no sitio caro?
Outra coisa é comprar um serviço.

Agora, se um musico cobra mais 100€ do que o outro.... há várias coisas que se devem ter em conta.

- Se o musico mais caro é sozinho ou um duo,
- Se o musico mais caro oferece melhores serviços,
- Se o musico mais caro tem mais experiência,
- Se o musico mais caro toca mesmo,
- Se o musico mais caro tem melhor material,

Será que só interessa o preço?
A qualidade e o profissionalismo, não interessam?

Ficam aqui as questões para reflexão.

Passo a citar a primeira coisa que aprendemos quando entramos na escola de musica. Quem teve algum dia lições de musica lembra-se de certeza: ''A musica é a arte de exprimir sentimentos e emoções através de sons''

Noivinhos, na vossa entrevista com os musicos que pensam contratar, façam esta pergunta: O que é a musica? - Vão ver as respostas que têm... ehehhe

Relativamente a comer no local, por nós não levantamos problemas. Já o fizémos, e se se proporcionar novamente voltaremos a ir comer fora. Mas para irmos comer fora temos de nos ausentar!

Bem hajam a todos, e desculpem o desabafo!

Obrigado Zé por teres puxado o tema.

Força!

A sua despedida de solteiro/a Diferente.
NO MAR

Ze Marques
Retrato de Ze Marques
Offline
FornecedorJá tenho o livro!
Desde: 07.01.2007
Eheheheh, nao uso todos os
Quarta, 02/02/2011 - 18:17

Eheheheh, nao uso todos os acordes, mas os de 7ª sao daqueles que usados no sitio certo dao outra alma a musica.
A proposito conheco musicos que apenas conhecem o Do, Sol e Fa, se lhe mostrar as notas em C, G e F perguntam... Que é isto??? a sorte deles é que os teclados tem transpose, mas isso é um mal menor
Agora musicos do MIDI, tenham Dó, vao pra escolinha!!

Contactos:
www.zemusica.com ---- zemusica@hotmail.com
965059058

JCF
Retrato de JCF
Offline
FornecedorJá tenho o livro!
Desde: 18.02.2007
Opinião solidária
Quinta, 03/02/2011 - 21:17

Caro Zé Marques,

Começo por lhe apresentar os meus cumprimentos e pedir desculpa por intervir neste seu post, que subscrevo inteiramente, com a minha opinião no que diz respeito aos DJ's.

É importante que surjam estas chamadas de atenção pois, infelizmente, há cada vez mais "artistas" que nunca o foram nem nunca hão-de ser.
Se na música ao vivo há muitos teclistas que fazem a festa com um Casio e uma boa colecção de "Midis" ou, para os que só sabem mesmo tocar campainhas de portas, que recorrem a cd's / dvd's de karaoke, para dar suporte musical a vozes que não passavam na pré-selecção do "Idolos", no campo dos DJ's vive-se a mais surreal anarquia.
Como se já não bastasse a febre dos miúdos que sonham em ser DJ, agora qualquer um se anuncia como DJ.
São os "músicos/DJ", os "cantores/DJ", os "Manequim/DJ" os "Porteiros/DJ" e até as "Stripper/DJ" (que passam música em Top-Less" – mais indicadas para as despedidas de solteiro).
"Disc-Jockey/DJ", continua a haver poucos e, especificamente na animação de casamentos, nem no Continente há novidades.
Quem serão, então, os "DJ's" que todos os anos aparecem (e desaparecem) no mercado?
De uma forma muito básica, diria que são "filhos da crise".
São os que foram a um ou dois casamentos (como convidados), viram o trabalho de outro "DJ-Desenrrasca" e, num momento de pura iluminação espiritual, decidiram que o futuro deles seria a "passar musica" e a "ganhar numas horas o que os outros ganham num mês".
Observando atentamente, viram que bastava ter um computador portátil (que arranjam quase de borla nas “novas oportunidades”), a correr um programa de mistura, tipo Traktor (que sacam fácilmente dos "torrent"), uma mesa de mistura com 2 canais, um microfone para "mandar umas bocas" (e esconder a falta de experiência e de técnica a misturar) e umas colunas amplificadas.
E toca a facturar.
Para isso é só arranjar um nome "cool", uma estória (sem "H") que inclua umas passagens por bares pouco conhecidos (nem que seja só a beber copos... ou como "apanha-copos") durante, digamos, 12 ou 15 anos (são números giros, apelativos e inalteráveis. Há por aqui "animadores" que há 4 anos mantêm 15 anos de actividade!), umas "recomendações" fabricadas e uma página muito activa no Facebook.
Et Voilá!
Temos "artista", a preços muito acessíveis e com um tremendo potencial... para estragar a festa.
Lamentavelmente estes tipos nunca (ou quase nunca) são denunciados e a soma de "azares" é proporcional ao número de clientes que os contratam.
Apesar de um ou outro comentário negativo, há sempre quem duvide das desgraças alheias e insista em lhes dar votos de confiança.
Mas, como só casam uma vez (em principio) e depois de casados não estão para se chatear a denunciar as fraudes, há sempre clientes ávidos pelos preços baixos e ofuscados pelo marketing construído sobre recomendações forjadas.
O que é verdadeiramente grave é o facto de, aos olhos do cliente menos avisado, os músicos e os DJ's serem todos iguais.
Na opinião de muito boa gente, uns apresentam orçamentos mais caros que os outros, mas são todos a mesma coisa: “tocam” as mesmas musicas, mudam de CD de tempos a tempos, ou, como já li aqui, "carregam no botão".
Um verdadeiro profissional, não se limita a carregar no botão (para arrancar a midi-file ou para pôr a tocar um CD) nem apregoa recomendações e exclusivos.
Um verdadeiro profissional deixa que seja a cadeia natural de clientes satisfeitos que ateste as suas qualidades.
E os verdadeiros profissionais, felizmente, vão ficando por aqui a assistir ao "aparece/desaparece" desses novos artistas.
Cumprimentos e votos de muitos e bons trabalhos.
JCF

* Visite o nosso Blog e saiba tudo o que sempre quis saber sobre Animação de Eventos, mas não sabia onde se informar www.maniadamusica.wordpress.com *

Miguel Pascoal ...
Retrato de Miguel Pascoal Músico
Offline
FornecedorApoio a Comunidade
Desde: 19.03.2008
Grande Zé, grande tópico É
Quinta, 03/02/2011 - 16:07

Grande Zé, grande tópico

É bem verdade.

E quando aparece alguem para cantar e lhes perguntam -" Toque-me o fado do coitadinho em Lá Maior" ? É giro de ver.

Ao menos façam como alguns, são apenas cantores e passam música e cantam (embora ilegal é muito mais honesto)

Ao menos sabem o que é um Dó Sustenido Menor?

Ou C#m?

Será a mesma coisa escrita de maneira diferente?

Grande Zé, bom tópico e é preciso coragem para denunciar estas coisas.

F.Show
Retrato de F.Show
Offline
Fornecedor
Desde: 06.01.2008
Compreendo mas..
Quinta, 03/02/2011 - 20:17

Olá e cumprimentos a todos,
bom,e pergunto eu, o que fazer perante tal "salsichada"!?
Digam-me???
A começar aqui pelo forum deste portal, onde é permitido quase tudo, mais, podes não valer nada, mas se "compras" publicidade a imagem de ti já é de um grande "artista"..

Relativamente ao que já foi dito, registo sempre com primor as palavras de JCF, porque me revejo muito nelas, no entanto, quanto ao Zé Marques, aí discordo um pouco, não que, não esteja de acordo com a questão do MIDI, mas o Zé por vezes entra no "jogo" errado, com frases tipo" não tem que pagar balurdios pela animação..." eu já li isto num tópico do Zé..

Já vi de tudo por aqui, vender o seu "produto" com licenças, porque dizem que os fiscais andam aí.. outros com serviços desde 150€ já com o aumento do iva, enfim.. no entanto à pouco tempo, aqui mesmo, e devido à questão dos preços ao desbarato, chegaram à conclusão que, afinal com tudo incluido, os valores andavam nivelados.

Com o devido respeito por todos, na minha humilde opinião, tenho a dizer que a solução para uma maior credibilização deste sector perante as "Noivas", era uma triagem rigorosa por parte da administração deste Portal, e consequente moderação em tempo real, ao que se vai escrevendo por cá.

O portal "O Nosso Casamento" é muito importante, e merecia melhores conteudos por parte dos fornecedores.

Um destes dias, terei todo o gosto em vir publicitar cá, forma de reconhecimento pelo trabalho desenvolvido, e agradecimento por estar cá registado.

Não me quero despedir sem contar o meu episodio:

" Reveillon 2009/10.. fizemos a noite dividida com outros colegas, utilizamos um só tripé para 2 teclados, o teclista do outro duo não só fez que tocou no dele( estava desligado), como também "fintou" no nosso, utilizando o PLAY do "midijay". Alguem se apercebeu?? no fim levou tanto como nós..

Abraço a todos

jpmusica
Retrato de jpmusica
Offline
Fornecedor
Desde: 16.12.2007
Boa noite
Sexta, 04/02/2011 - 01:31

Boa noite,
Achei interessante este post...
Eu acho que o problema não está nos midis, porque existem midis muito bem feitos.

Para se cantar e acompanhar um midi que está igual ao original, tem que se ser um bom cantor, nem todos os cantores o cantam, preferem o acompanhamento com teclado, fogem ao original, fazem á maneira que lhes convem.

Agora há teclistas e cantores e guitarristas de 1º,2º,3º, e existem outros que não pertencem a esta classe que são os que andam a enganar o cliente não sabem tocar instrumento e cantam mal.

A maior parte dos teclistas toca com midis ou só com ritmo.

É claro que para o tclista tocar só os sons de teclado teria de ter uma banda completa: Baterista, Baixo, Guitarras, metais.

Como esta banda sai muito caro, os teclistas compram um teclado/orgão com ritmos (GM) e fazem a festa mais barata.

Eu não toco teclado, sou cantor e toco Guitarra, mas sei como fazem, já cá ando á muito anos.

Amigos com aparecimento dos computadores isto deu uma grande volta, seja coerentes.

Todos tem o seu lugar no mercado, basta trabalhar e ter qualidade, e deixar o cliente satifeito.

Neste momento parei o meu ensaio para deixar o meu Post.

Não vou perder mais tempo.

Abraço a todos

João Paulo

João Paulo

Ricardo Faustino
Retrato de Ricardo Faustino
Offline
Desde: 04.02.2011
Midifiles???
Sexta, 04/02/2011 - 20:52

7ª e C#m ??? o que é feito do resto dos acordes ??? Eu sou músico e utilizo muito mais do que isso, mesmo usando midifiles. O que eu condeno nos músicos é não se darem ao trabalho de tirar os temas que tocam e depois chegam à conclusão que nem vale a pena. Felizmente existem bons músicos que embora utilizem midis para actuar são óptimos executantes. O maior mal é que neste ramo ninguém é "Unido"(como músicos)e a malta como não tem mais nada que fazer começam a falar mal deste e daquele. Tenham paciência, eu já trabalho neste ramo há 32 anos, já toquei para todo o tipo de serviço e a minha opinião é a mesma, os culpados não são os músicos que utilizam midis, mas sim os consumidores que não querem pagar a uma "Banda" para terem um serviço minimamente profissional.
Como diz o velho ditado: "Sem dinheiro não há palhaço... só palhacito".
Um abraço a todos os "Músicos de Portugal"...

Jonel
Retrato de Jonel
Offline
Fornecedor
Desde: 13.02.2008
viva a música !
Domingo, 13/02/2011 - 12:27

Pena que nem todos os clientes saibam distinguir,
valorizando o que é arte.

Abraço

DJVaz
Retrato de DJVaz
Offline
FornecedorJá tenho o livro!
Desde: 06.10.2009
Concordo e não...
Segunda, 07/02/2011 - 13:15

Caros amigos,

Estou neste forum sómente como DJ, apesar de ser músico noutras andanças.

Toco guitarra e teclados. Estudei na escola de Jazz do porto.
Uso a guitarra para tocar em bares tendo como base midi-files que compro ou faço para me acompanhar, mas antes converto-os para o meu espectáculo, ou seja, retiro os solos, os metais e mais alguma coisa que ache demasiado orquestrado. Depois toco por cima obedecendo aos acordes originais sejam eles naturais ou dissonantes. Faço diminutas e afins, principalmente bossa nova: m7b5, M7(9), diminutas etc...

Quando toco teclado faço o mesmo e substituio os solos de guitarra (quando existem) por solos em tempo real de orgão, saxo ou piano.

Para que não existam dúvidas, toco várias músicas só ao piano e sem acompanhamento para que vejam que os dedos estão lá.

Não é por usar os midis que sou menos músico. Trabalho muito neles até conseguir preencher o que retirei, com o meu trabalho on time, seja na guitarra ou no teclado.

Concordo que existem psudo-teclistas que nem uma quinta sabem fazer, que utilizam Midijay's mas a culpa não é deles - é de quem os contracta uma e duas vezes. (Gostaria de ver esses teclistas tocar a "Garota de Ipanema" com os acordes reais)

Quanto ao cantar, isso meus amigos é inato...ou se sabe, ou não e para isso não há midis.

Concordo portanto com a utilização de midis como base musical e obedecendo aos acordes neles existentes e discordo quando o mesmo só tem uma tecla - PLAY

Um abraço a todos e parabéns pelo tópico.

DJVaz

Pedro Miguel Santos
Retrato de Pedro Miguel Santos
Offline
Fornecedor
Desde: 24.02.2008
Opinião
Terça, 15/02/2011 - 21:30

De facto este é um ramo controverso.

Concordo com o Ricardo Faustino, há pouca união.

Não vejo tanta "guerra" entre fotógrafos, quintas, etc. e no

entanto, são ramos onde tanto ou mais dá que falar e discutir.

Mas a arte dá mesmo a volta ao miolo à malta hehehe.

As pessoas fazem pela vida, conforme podem, "filhos da crise"

como disse um colega, mas o cliente é quem escolhe.

A situação está também no lado do cliente.

Abraços e bons trabalhos para todos.

Pedro Santos

verklaro
Retrato de verklaro
Offline
Fornecedor
Desde: 28.08.2006
zé marques
Domingo, 27/02/2011 - 23:35

Isso não existe!! deves estar a exagerar!!

ai tenho pena que a minha camara de filmar não funcione assim!!! lol

eram menos oito kilos ás costas o dia todo!!! e recebo bem menos!! (Cerca de um quinto do tal valor) vou passar a usar MIDIS VIDEO!! lol

ai e aqueles que levam as músicas dos caraokes ???

Mas concerteza que têm uma boa voz...

ai que saudades que tenho de ouvir o meu amigo Boris.

Todos os Serviços e Produtos para Casamentos, Poupe comprando tudo no mesmo local!! SERVIÇO ESPECIAL PARA NÃO RESIDENTES - MAIS PRODUTOS, MENOS PREÇOS - loja@verklaro.tv - www.verklaro.pt -
Alugamos material de catering.
Organizamos por completo o seu casamento!!!

verklaro
Retrato de verklaro
Offline
Fornecedor
Desde: 28.08.2006
anda a guerra nos MIDIS!!!
Segunda, 28/02/2011 - 00:31

Hoje apanho toda a gente descontente!!!

Meus amigos:

Como já perceberam eu não sou músico!!

Eu trabalho com músicos!!

À cerca de 20 anos comecei a filmar casamentos e sempre tive uma boa relação com todos os profissionais.

Para mim, o músico, o fotografo, o cozinheiro, o palhaço, a pessoa que mantem a higiene nos WC, são elementos chave na grande festa que é o casamento. Não coloco nenhum acima do outro pois sem 1 deles a festa fica mais pobre.

Mas já vi e ouvi muita coisa. Já conheci de tudo, profissionais, amadores, desenrascas e mercenários.

Optamos como empresa fazer todos os serviços sejam video, seja animação (todas), mas optámos perder trabalhos por causa do preço e acima de tudo ter a consciencia tranquila pela qualidade. Sim, sempre que encontramos alguem que gostamos ficamos com o contacto. Nem todos foram chamados, mas isso já não tem a ver com a sua qualidade, porque essa foi assegurada.

Tenho DJ's que me oferecem os seus serviços por preços que se eu fosse mercenário ganharia mt dinheiro!! Mas não estão na minha folha de pagamentos!!

Também me custa uma coisa, nunca entendi como é que um noivo avalia o desempenho de um DJ, ou músico por um clip de video ou umas fotos na net.

AS vezes pedem-me imagens!! eu vou dando o que posso, mas estou sempre de pé atraz, sei que não consigo transmitir o fervor de 4 ou 5 horas de festa. Mas eu sei fazer video, e consigo de algo muito mau fazer um boneco bonito, embora não o tenha feito nunca, pergunto se isso mostra o trabalho de uma noite inteira ou mosta meia duzia de imagens bem escolhidas.
SE o DJ ou o músico é bonito ou se tem material isso é irrelevante no filme, pois a actuação no dia é que importa.

Já vi DJ´s por toda a gente a dançar, com o apitocumboio!!
mas e se o "mercado" for outro? e quando me pedem tudo menos pimba? Sim TEMOS!!!

Já vi Djs e músicos fazerem pausas no momento chave em que a festa vive ou morre, para terem a desculpa de que é melhor terminar pois ninguem tá a dançar...

As vezes custa-me a crer que alguns Noivos que tanto se preocupam com coisas "miudinhas" não se deem ao trabalho de ver e acompanhar com antecedência o trabalho e a cultura mùsical de alguns "profissionais"...

Um bom exemplo que cultivamos é a exigencia de uma reunião com os músicos, animadores fotografo e video, pelo menos!!

Os melhores trabalhos que fizemos tinham um guião a acompanhar!!

O trabalhinho de casa fica bem!!

Tambem me baralho com os que contratam x, ou Y horas de serviço!! nunca sei quando devo começar a contar...

Outra coisa que tambem se passa noutros serviços a outro nivel é a quinta dizer que oferece x, Y ou z e ninguem se preocupar em ver se o serviço serve os propositos.

No video ainda é mais divertido, na loja de fotografia perguntas e por mais 300 euros quer video? o Noivo diz: tá bem ponha aí! sem ver sequer o tipo de trabalho!!

Em todas as areas existem situações "interessantes"

As vezes tambem pergunto a mim mesmo se serei o único que gosta de ficar até ao fim da festa!!

Eu quando saio de casa vou prá festa!!

Az vezes parece que toda a gente quer espantar os Noivos da festa!!

Já vi sitios onde o convidado se levanta para ir ao bar e quando chega ao local da mesa, esta já nem marcas no chão tem!!

Falava-mos de MIDIS lol

só tenho pena de não saber cantar... não consigo decorar as letras... nos cairaokis os textos ora aparecem em cima ora em baixo, deixam-me baralhado e passam muito depressa!! já sei onde se compram os midis!!! lol lol

Um abraço a todos os profissionais que conseguiram ler o texto

ainda procuramos BONS colaboradores...

Todos os Serviços e Produtos para Casamentos, Poupe comprando tudo no mesmo local!! SERVIÇO ESPECIAL PARA NÃO RESIDENTES - MAIS PRODUTOS, MENOS PREÇOS - loja@verklaro.tv - www.verklaro.pt -
Alugamos material de catering.
Organizamos por completo o seu casamento!!!

Bruno Dias
Retrato de Bruno Dias
Offline
Fornecedor
Desde: 14.03.2007
midis e afins...
Segunda, 28/02/2011 - 14:21

Boa tarde

Meus caros Srs...

Apesar da relutância...não posso deixar de escrever apenas umas curtas linhas. Apesar disso, acho que tudo quanto se possa dizer cai invariavelmente em saco roto. No fundo, para a esmagadora maioria dos noivos, que são quem compra, o que interessa é ter...não interessa praticamente nada o que se vai comprar, interessa ter. Se possivel até fogo de artificio dentro do salão mesmo que este não tenha extracção de fumos.

Não consigo arranjar disposição para escrever tanto quanto fez o colega anterior e porque não gosto de copiar ninguém nem que seja por outras palavras, não o farei. Ele tem muita razão.

Desde que tenha uma máquina fotográfica...é "fotografo". Tem um microfone e um "orgão" (sim, já li isso por aqui), é "músico"...
Querem lá saber se são midis se é ao vivo, se é Montarbo ou Dynacord, se é Roland ou Casio, se já tocou no Palace do Buçaco ou na Quinta do Manel das Couves... O que interessa à generalidade é parecer...nem que não seja na realidade. Só é enganado quem quer, porque se não sabe, pergunta. Se não pergunta ou não se informa é porque não o deseja. Já ninguém tem necessidade de comprar gato por lebre. Eles querem lá saber das licenças ou da legalidade...Querem é mais do que barato, porque barato é o valor que muitos praticam aqui. Alguns trabalham a pagar. Sim, porque se eu saísse de casa para ir tocar num casamento por 200 Euros consideraria sempre que estaria eu a pagar para fazê-lo!!!! Tempo, Automóveis, Kms, Auto-estradas, impostos, Roland's, Dinacord's, Soundcraft's, Shure's, Gibson's, Alesis, AKG's e o trabalho em sim pouco ou nada lhes diz. É a formação das pessoas que está em causa. O nivel de educação. O saber ser e saber estar. Quando eu leio os pontapés gramaticais que por aqui surgem regularmente... o modo despreocupado como se escreve...é impressionante. É também por isso que alguns preços são mais altos. Todos precisamos de trabalhar, mas eu gosto muito de música e gosto muito de ter prazer no que faço. Se assim não for...

Bons negócios a todos

Bruno Dias
Night Walkers

AnimArse
Retrato de AnimArse
Offline
Fornecedor
Desde: 22.08.2007
Os MIDI
Quarta, 16/03/2011 - 08:01

Caríssimos,
Confesso que nao sou músico, nem tao pouco tenho formaçao musical. Para mim os ficheiros MIDI sao como livros e alfabetos onde cada um escreve o que quer. Uns usam-nos como suporte à bateria, outros retiram o teclado e usam todos os outros instrumentos. Eu concordo com a opiniao de que os preços praticados sao estúpidos, comparados com quem tem formaçao superior ou experiência na área e critico quem os pratica e quem os apoia (falo concerteza dos noivos, que agem muitas vezes, nao por falta de informaçao, mas porque lhe convém).
É certo que aos profissionais apenas lhes resta vender o que fazem conforme o preço que é justo e esperar que esses abutres (desculpem-me se ofendo alguém) deixem o mercado em paz.
Como eu disse no início, nao sou musico. Para mim o C#m corresponde a 554 hz e a um determinado número da escala de harmonias com que organizei a minha colecçao musical (e na qual baseio as minhas misturas), mas nao sei a que nota corresponde.
Para alguns pode parecer mau, mas se lhes perguntar que frequência baixar para fazer o feedback desaparecer, nao devem saber. Ou entao para que serve um noise-gate, tao pouco.
Penso que cada profissional deve ter o seu papel. Mas como diz o JCF, existem aberraçoes que nao deveriam ser suportadas.
Aos noivos nao importa se usamos um amplificador da Peavey, um equalizador da Yamaha, um compressor da alcons, uma mesa da Soundcraft, microfones dinâmicos da Shure ou da Dynacord, nem tao pouco lhes interessa se o som está equalizado para sala onde vao servir o jantar ou se as colunas estao bem posicionadas. Isso é a nossa funçao!
Devemos mostrar os profissionais que somos, tenhamos ou nao formaçao nas áreas mais importantes. Acredito que para um teclista nao seja preciso saber usar um equalizador paramétrico, mas um DJ deve saber usar um pad ou um sintetizador. Acredito que para um guitarrista apenas lhe interesse usar um conjunto de pedais e um iPad. E ao baterista saber onde encaixar cinco microfones, mas as misturas finais sao de ouvido.
Nao concordo que os MIDI sejam ferramentas secundárias de trabalho, antes pelo contrário podem-se orquestrar composiçoes musicais com eles. E se os dominarmos apenas precisamos de um sintetizador para ter uma orquestra a tocar por nós! Mas isso resulta de muito treino e de muito trabalho de casa, o que segundo muitos disseram é do mais importante que há! E concordo a 100% com o Bruno Dias, com o JCF e o verKlaro!
Desculpem-me pelo alongar, mas só queria dar a opiniao de alguém que apenas é um amante e nao um marido!
Os meus cumprimentos,

Sérgio Monteiro

banda les
Retrato de banda les
Offline
Fornecedor
Desde: 22.02.2010
midis
Terça, 22/03/2011 - 12:22

bem falado migo, estou de acordo contigo, leva mos o nosso tempo a dedicar nos a musica a ensaiar a dar ao dedinho e outros so sabem mesmo a função de um botao no teclado k é o play, k vao aprender,
espero te ver ca pela zona de chaves a fazer uns bailaricos tu sim é k es um musico de verdade, jinhos Palmas!

zurck
Retrato de zurck
Offline
Fornecedor
Desde: 08.06.2009
Boa Tarde Não costumo entrar
Segunda, 14/09/2015 - 15:36

Boa Tarde
Não costumo entrar em comentários,mas achei interessante o tema. Eu ando no mundo do espetáculo á 46 anos e constato que há meia duzia de artistas e agentes artísticos que pagam os direitos de autor, estão inscritos no IGAC. O profissionalismo passa por aqui.
Sem mais. Um abraço

As alterações efectuadas serão aplicadas a todos os tópicos.