2 respostas [Última]
amff.anita
Retrato de amff.anita
Offline
Desde: 28.11.2017
Justificação para licença de casamento
Terça, 28/11/2017 - 12:39

Ola Noivinhas Sorriso
Vou casar em breve pela segunda vez. Acontece que trabalho numa empresa familiar onde os patrões sao muito metidos na vida privada dos funcionários.
Apelo a quem tenha outras alternativas para a justificação de faltas em virtude de licença de casamento, uma vez que considero que entregar o assento de casamento é uma profunda violação da minha vida privada. No assento de casamento que normalmente se entrega à entidade empregadora tem imensos dados privados que penso que nao dizem respeito à entidade patronal.
Eu sou funcionária deles o meu noivo nao. Não me parece justo que todos os nossos dados pessoais e ate se casamos com alguma convenção nupcial diferente, com separação de bens ou comunhão de bens, etc sejam entregues à entidade patronal...
Existirão outras alternativas?
Obrigada a todas


ClaudiaVarela
Retrato de ClaudiaVarela
Offline
Desde: 24.07.2014
Ola querida, eu trabalho por
Quinta, 07/12/2017 - 10:08

Ola querida, eu trabalho por conta propria, mas o meu marido na altura so informou os patroes não teve que entregar nada. Mas informa te nas finanças se ha forma de eles passarem algum tipo de justificação.
beijinhos e boa sorte

sarag7flor
Retrato de sarag7flor
Offline
Desde: 19.01.2015
Olá amff.anita! Percebo que
Quinta, 07/12/2017 - 12:04

Olá amff.anita!
Percebo que não queiras dar os dados pessoais do teu noivo, mas a licença de casamento é diferente de férias, por isso tens direito aos dias mediante a confirmação do casamento. Contudo, não tens de entregar o assento de casamento com todos os dados, mas sim uma certidão em como o casamento foi oficializado no dia X. A certidão de casamento tem o preço de 10€ para os fins de Segurança Social ou de abono de família.

Procura mais informação porque a licença de casamento está prevista no artigo 249.º do Código do Trabalho português em vigor (Lei n.º 7/2009 de 12 de Fevereiro), indicando que as faltas dadas por altura do casamento, durante 15 dias consecutivos, são justificadas e remuneradas pela empresa.

As alterações efectuadas serão aplicadas a todos os tópicos.