casamento na praia, costa da caparica | O Nosso Casamento

Espaços Quintas e Catering

casamento na praia, costa da caparica

8 entradas / 0 novo
Última
#1 Quinta, 19/08/2010 - 16:54
Retrato de simbita
simbita
Offline
Visto pela última vez: 5 anos 10 meses atrás
Desde: 02.07.2010 - 15:53

casamento na praia, costa da caparica

Boa tarde a todas,

casei este verão na praia e não queria deixar de partilhar isso convosco uma vez que noto que há muita gente a fazer perguntas sobre o tema. Em primeiro lugar para casar na praia não é só quere um casamento descontraído, é preciso sermos ultra descontraídos. Nós começamos por procurar um bar na zona da Costa da Caparica e as desilusões foram bastantes... no Pé Nu confirmaram a disponibilidade, ficaram de mandar ementa e preços e até hoje nada. No Kontiki disseram que sim, que havia vaga mas depois disseram que afinal tinha havido um engano e tinham um evento para esse dia, no Waikiki não fazem casamentos em plena época balnear, tinhamos de esperar para Setembro. Sobrava-nos então, com disponibilidade, o Delmare e o Hula Hula. Optamos pelo Delmare porque estéticamente era mais bonito. Marcamos reunião e confirmamos o dia. Quando fomos tentar tirar duvidas sobre as ementas parecia uma missão impossível ter prova de degustação, disseram até que estavmos a por em causa o profissionalismo do chefe. Na parte das sobremesas perguntei o que era uma de nome mexidos e a resposta foi, são ovos mexidos. Posso-vos dizer que foi uma das piores horas da minha vida e a um mês do casamento ficamos sem sítio pois as aberrações ditas pela pessoa que organiza os eventos no Delmare foram mais que muitas, como mais tarde reportei ao patrão.
Sobrava então o Hula Hula, não acho o bar especialmente bonito mas nada que uma decoradora não resolva. Contudo também não foi fácil, marcamos reunião para um domingo ás sete da tarde e fomos literalmente distratados pelo dono do bar, que aquilo tava cheio e não havia tempo para nos atender. Escusado será dizer que estamos a falar de um negócio de 4 mil euros e não de uma eslanada que deve dar menos de 100 euros por hora. Depois até ao casamento houve mais algumas situações de que nem vale a pena falar aqui, a menos que haja mesmo alguem interessado em casar lá. Ai posso dar mais umas luzes.
No dia as coisas acabaram por correr bem com um ou outro pormenor a afinar, mas estavamos tão felizes que tudo o resto se esquece.

Mas já sabem, quem precisar de umas luzes posso ajudar.

Beijinhos a todas

Quinta, 19/08/2010 - 18:44
Retrato de asiul_99
asiul_99
Offline
Visto pela última vez: 2 anos 10 meses atrás
Desde: 06.05.2010 - 21:33

Então e podes mostrar fotos? :D

Segunda, 18/07/2011 - 19:22
Retrato de caso.correia
caso.correia
Offline
Visto pela última vez: 6 anos 6 meses atrás
Desde: 28.06.2011 - 13:33

:/ Estou a pensar casar no Hula Hula...pode dizer-me o que se passou exactamente? o que correu bem? e mal? Pode responder para o meu e-mail: [email protected]. Obrigada.

Quinta, 25/07/2013 - 15:30
Retrato de Carina Ramos
Carina Ramos
Offline
Visto pela última vez: 5 anos 5 meses atrás
Desde: 03.07.2013 - 12:59

bem...nem sei que pensar. Andava a ver precisamente esses locais para o meu casamento... agora vou pensar melhor e tentar pesquisar outros! :P

Segunda, 29/07/2013 - 22:50
Retrato de Francisca Duarte
Francisca Duarte
Offline
Visto pela última vez: 4 anos 8 meses atrás
Desde: 28.07.2009 - 11:17

Olá, também ando à procura de um local informal para casar na próxima primavera e penso ter descoberto algo interessante que gostaria de partilhar convosco: o antigo amo-te meco, para onde ja tinha enviado um pedido de cotação (caríssimo) tem agora nova gerência! Chama-se gula do meko e tem menus buffet a partir dos 40 euros, com a Grande vantagem de q as crianças so pagam a partir dos 8 anos e eles fazem uma sessão de pizza e pasta para eles!! Eu so ainda nao me decidi pq o restaurante ainda nao me soube responder se tem capacidade para serviço Sentado para 90 pessoas. Aconselho no entanto uma visita ao local, é lindo e da para casar no exterior!!

Terça, 30/07/2013 - 11:02
Retrato de Carina Ramos
Carina Ramos
Offline
Visto pela última vez: 5 anos 5 meses atrás
Desde: 03.07.2013 - 12:59

Olá!

Francisca muito obrigada pela partilha vou espreitar o local, pela descrição é o ideal, aproxima-se bastante do que queríamos :D

Terça, 30/07/2013 - 23:09
Retrato de Francisca Duarte
Francisca Duarte
Offline
Visto pela última vez: 4 anos 8 meses atrás
Desde: 28.07.2009 - 11:17

Vê no facebook a pagina do Gula do Meko. Sao super simpáticos e a comida tem óptimo aspecto.depois diz o que achaste.

Quarta, 15/11/2017 - 15:39
Retrato de Crisobr
Crisobr
Offline
Visto pela última vez: 1 ano 4 meses atrás
Desde: 15.11.2017 - 15:35

Eu casei-me no Pé Nú e esta foi a minha experiencia:

Nós queríamos casar-nos na praia, uma cerimónia bonita mas muito informal, onde os convidados circulam, convivem e se divertem. Queríamos um churrasco e buffet e não a típica boda em que os convidados passam a maioria do tempo sentados à mesa, à espera de serem servidos vários pratos.

Como não vivemos em Portugal, a minha mãe fez a primeira visita a vários restaurantes e bares de praia, de Leiria ao Alentejo.
Das várias visitas, de longe a mais complicada foi a visita ao Pé Nú. 
Os meus pais começaram por explicar o que queríamos. A minha mãe disse que gostámos muito do facto de eles terem o menu churrasco, ao que o dono respondeu que a minha mãe não tinha noção do que os convidados querem, que ninguém quer churrasco e que as pessoas querem ser servidas à mesa. Ora, primeiro, nós sabemos o que queremos e conhecemos, de longe, melhor os nossos convidados que ele. E segundo, se ele tem uma opinião tão forte sobre o assunto, porque é que oferece a opção?
Continuando, a minha mãe perguntou quanto custaria extra ter morangos, uma vez que o menu não incluía fruta. A resposta foi um valor irreal, mas a minha mãe não comentou. Numa segunda conversa posterior, ao efectuar a mesma pergunta (sem mencionar a conversa anterior), o valor foi muito mais realista, o que dá a entender que a intenção da primeira resposta era provocar.
De seguida a minha mãe informou que, caso optássemos pelo Pé Nu, gostaríamos de trazer o nosso próprio bolo de casamento e a nossa decoração. Em todos os outros locais que a minha mãe visitou, ao informar que não iríamos precisar do bolo, foi sempre oferecido algo em troca como uma mesa de queijos ou um doce extra. No Pé Nú a minha mãe recebeu apenas um ok.
Em relação à decoração, o dono disse que tinha receio de que a nossa decoração, caso aparecesse nas redes sociais, desse mau nome ao restaurante. Não é algo muito simpático de se dizer. Nós queríamos um casamento de praia, o que significa que queríamos um tema de praia para a decoração (estrelas do mar, conchas, madeira rustica, etc). A decoração do Pé Nú era composta por um candelabro de prata, um marcador de pratos dourado, um naperon de renda e como centro uma planta num vaso. Por isso, na minha opinião, a nossa decoração, quanto muito, melhoraria a reputação do sítio. De qualquer forma, no final, o dono concordou em deixar-nos tratar da decoração (mais uma vez, à semelhança do bolo, algo incluído no preço mas sem nos ter sido feita qualquer contra-oferta como consideração).

A atitude do dono do Pé Nú era tal que, na segunda visita, fez inclusive a minha mãe chorar. De notar que a minha mãe é daquelas pessoas de quem toda a gente gosta, que se esforça por agradar e que tem sempre um tom de voz baixo e carinhoso.
Quando a minha mãe me contou, fiquei de rastos. Disse imediatamente que não me queria lá casar. 
Mas depois vimos as fotos do sítio. E digo-vos, de todos os sítios que a minha mãe visitou, o Pé Nú era de longe o que mais se aproximava do que queríamos. Fica no topo de uma duna, pelo que do altar se tem uma vista linda da praia e do mar sem se ver muito dos banhistas. 
Uma vez que é possível dividir o restaurante e fechar a entrada, foi possível termos verdadeira privacidade.
A zona onde foi a cerimónia, tinha uma altar lindo e um banco de praia de madeira branca, mesmo como queríamos, e os convidados tinham os pés na areia, tal e qual como tínhamos imaginado.
E tinha o menu churrasco, como queríamos, e o preço era dentro do nosso orçamento. Por isso decidimos arriscar. Toda a gente tem maus dias, pensámos. Talvez tenha sido um mal-entendido. Decidimos ignorar o acontecido e prosseguir com o Pé Nú.

Aproxima-se a data do casamento e encontrámo-nos com o DJ. Um senhor simpático. Explicámos que a música era muito importante para nós e demos-lhe uma pen USB com as nossas músicas.

Hotéis reservados, bilhetes de avião comprados pelos convidados. Tudo pronto para o casamento. Altura de pagar. O dono do restaurante envia um email com os detalhes para pagamento. A minha mãe verifica que o IVA não está bem calculado e que o número de convidados adultos e crianças não está correcto e pede se por favor pode verificar e enviar nova conta.
Ele não responde. Em vez disso envia-me um email a mim a dizer que por motivos de ordem técnica o casamento estava cancelado. Isto aconteceu 4 dias antes do casamento. Uma falta de profissionalismo como nunca vi. Nem consigo descrever o que senti ao ler esse email. O coração caiu-me ao chão. Na altura, estava no Alentejo a tentar relaxar antes do casamento. Em retrospectiva é irónico. De imediato liguei ao dono do restaurante e a chorar implorei: "Não me pode fazer isso. Os convidados vêem de longe. Já tá tudo organizado. Por favor não me faça isto." Ele acaba por concordar em fazer o casamento. Para tal, acabámos por pagar 2 adultos a mais (que tínhamos cancelado dentro do prazo) e pagámos 2 crianças como adultos. Concordei, que poderia fazer senão concordar, já só queria pôr tudo para detrás das costas e só queria que tudo corresse bem. De notar também que, após o pagamento, não recebemos nenhuma factura ou recibo.

Chega o dia do casamento e devo dizer que estava super nervosa. Sempre ouvi dizer que as noivas ficam nervosas no dia do casamento. Mas a minha única causa de nervosismo era o restaurante. Eu só pedia por tudo que tudo corresse bem, que não fosse um desastre. Estava cheia de medo, devo confessar. Até ali tinham sido tantos os problemas com o restaurante, que eu já só esperava o pior.
As pessoas que trataram da decoração chegaram, como acordado, 3 horas antes da cerimónia, mas foi-lhes negado acesso ao restaurante. Acabaram por só conseguir tratar da decoração tão em cima da hora que mal tiveram tempo de se arranjar e chegar a horas para a cerimónia.

A cerimónia foi linda. Foi bonita e divertida. A Notária que nos casou foi espectacular. Foi perfeito!

Após a cerimónia, o DJ pôs música mas não a música que lhe tínhamos dado. O meu irmão reparou e imediatamente foi verificar o que se passava, ao que ele respondeu que não tinha tido tempo de passar a música da nossa pen USB para o computador. Achei falta de profissionalismo e estragou um pouco o ambiente perfeito no momento mas estava tão feliz na altura, que ignorei. De qualquer forma, passado pouco tempo, o erro foi corrigido. E pelo lado positivo, devo dizer que os convidados se divertiram mais graças ao DJ. Ele realmente ajudou a animar os convidados, garantindo que não havia momentos aborrecidos. E estou agradecida pelo facto de ele me ter sugerido mudar o tipo de música a meio da noite para algo mais animado para os convidados. Obrigada por ter contribuido para uma noite espectacular para todos!

Devo dizer também que, durante a cerimónia, por duas ocasiões diferentes, reparei que pessoas estranhas ao casamento, conhecidas do staff, entraram no espaço e obtiveram bebidas. Numa das vezes, inclusive, perguntei a um casal quem eram, ao que me responderam que eram amigos de um dos membros do staff. E devo dizer que, sendo a noiva, não estava propriamente focada no que o staff estava a fazer. Reparei apenas em 2 ocasiões. Não faço ideia de quantas mais houve.

Em suma, apesar dos problemas, eu adorei o meu casamento, o meu marido também e os convidados também disseram que adoraram. Foi lindo, divertido, os convidados divertiram-se, foi descontraído, foi perfeito para nós.
O Pé Nú é na minha opinião o sítio perfeito para um casamento na praia mas, para casar no Pé Nú, é precisa muita coragem, estar disposto a ultrapassar e lidar com muitos problemas e a fechar os olhos a várias coisas.

Contéudos Relacionados

Olá. Fui pedir, recentemente, o certificado para casamento, emitido pelo registo civil, com a finalidade de ser...
Olá a todas(os)! Vou casar em Maio, dia 23, e desde fins de Outubro que andava a tratar do início do processo de...
Hello! Espero que me possam ajudar... Ja liguei para todos os serviços em Portugal e ate já mandei a minha pobre...
Boa noite, gostaria que me ajudassem com algum tipo de informação que tenham. Sou Portuguesa casei no Brasil com um...
Ola bom dia Não sei se alguém aqui me pode ajudar mas cá vai a minha dúvida. O meu futuro marido é de nacionalidade...