29 respostas [Última]
ensemble minnesang
Retrato de ensemble minnesang
Offline
FornecedorApoio a Comunidade
Desde: 13.08.2008
Músicas com letras não relacionadas com o Casamento!
Quarta, 28/10/2009 - 00:20

Uma dúvida que nos tem assaltado:

Vocês escolheriam uma música que tivesse uma letra triste, ou pouco relacionada com o Casamento (amor, romantismo, união, etc.), apenas por gostarem muito da melodia, ou da parte vocal, ou porque ela vos diz algo, seja para um dos Noivos ou para o casal?

Já tivémos alguns pedidos (raros) de temas cujas letras não estão relacionadas com a cerimónia, ou cuja temática e ambiente até é triste, como por exemplo:
- "Uninvited", de Alanis Morissette
- "November Rain" de Guns'n'Roses
- "Perfect Day" de Lou Reed
- "Love of my Life" dos Queen
- "May it Be" dos Enya

Todas estas peças foram interpretadas em Cerimónias Religiosas (com a devida permissão dos celebrantes) e a verdade é que resultaram perfeitamente.

Como estamos numa altura em que investimos no alargamento da lista de repertório (nomeadamente comprando ou fazendo partituras), a questão é:

- Até que ponto vos faria confusão terem uma música deste género na vossa Cerimónia (bonita vocal e instrumentalmente, mas cuja letra fosse triste ou pouco adequada)?
- Para quem teve músicas deste género na cerimónia, qual foi o motivo: música favorita, música relacionada com o namoro, música dedicada a alguém presente na cerimónia, ...?

Beijinhos muito musicais e nada tristes* Sorriso

Ensemble MinneSang
+351 96 5373 342, 91 9697 571, 93 1620 554 ensemble.minnesang@gmail.com
Site: www.ensembleminnesang.com
Facebook: http://facebook.com/ensemble.minnesang


Catarina Neves
Retrato de Catarina Neves
Offline
Fornecedor
Desde: 06.05.2008
MInha querida ;))
Quarta, 28/10/2009 - 00:31

Não sei se serei a pessoa adequada para te responder mas... aqui vai Piscar o olho

Eu NUNCA escolheria uma música triste para a cerimónia do meu casamento, mesmo que tocassem apenas o instrumental (sem voz) Piscar o olho))

Consigo, com facilidade gostar de um instrumental, detestando a letra mas, numa cerimónia destas, nunca conseguiria dissociar as duas coisas Piscar o olho

Resumindo... comigo, só coisas alegres Espertalhão Espertalhão Espertalhão

beijocccaa

Espertalhão Babão SantosPecados - Gula&Vaidade Espertalhão Babão
Madrinha Orgulhosa da Adriana Magalhães, da Vânia Patrícia e da Lutadora Cat Neves.

Eu ele e o pinh...
Retrato de Eu ele e o pinheirito
Offline
Desde: 04.03.2009
Olá!
Quarta, 28/10/2009 - 00:32

As duas músicas que marcaram definitivamente o meu namoro foram a Roads (dos Portishead) e a Gabriel (dos Lamb). Nenhuma delas fala especificamente do amor entre duas pessoas. A primeira é, inclusive, uma música algo melancólica. Não as vou usar no nosso casamento porque outras têm um significado mais apropriado. O bolo vai ser cortado ao som da Gorecki (dos Lamb) porque tem uma melodia magnífica, uma letra com bastante sentido e porque o meu noivo a adora. Sorriso Não teria, no entanto, qualquer problema em usar uma das primeiras, caso ele assim também quisesse.

Edy
Retrato de Edy
Offline
Desde: 09.02.2008
É realmente uma questão
Quarta, 28/10/2009 - 00:38

É realmente uma questão complicada.
Na cerimónia religiosa optámos por ter músicas litúrgicas, e apenas um fado que foi uma espécie de dedicatória/agradecimento. Foi escolhido por ser especial e também pelo significado da letra.
Quanto às outras músicas (para serem tocadas ao longo do dia), tivemos uma grande dificuldade, porque a maioria das músicas importantes para nós tem letra que não tem nada a ver. Então não as escolhemos. E, se o tivéssemos feito, acho que as pessoas que percebem inglês achariam um bocado estranho...
Para o vídeo, não nos importámos muito com isso. Escolhemos músicas de que gostamos e que associamos à altura do namoro e do casamento. Voltámos a não escolher músicas muito especiais para nós, porque não queríamos passar a associá-las a partes do filme. Já são especiais por natureza... e as outras passaram a ser.

kikita
Retrato de kikita
Offline
Desde: 13.01.2009
hum,,,
Quarta, 28/10/2009 - 01:12

Eu adoro a musica do Lou Reed "Perfect day" e seria capaz de a usar no meu casamento... aliás não a acho triste... mas talvez nao tenha reparado bem na letra...

A minha história de amor: http://onossocasamento.pt/forum/nossa-historia-2
O meu cantinho: http://onossocasamento.pt/forum/coisinhas-para-nos...
Afilhada de verinhad, Juporto, C_A e Ana-Rodriques!!! Obrigada!

NancyMorais
Retrato de NancyMorais
Offline
Já tenho o livro!
Desde: 03.08.2008
Ola
Quarta, 28/10/2009 - 01:13

Eu sinceramente nao punha Uninvited na minha cerimonia... A melodia é linda, mas a letra nao se adequa...
Acho que muitos dos convidados iam ficar um pouco "atordoados" com isso. E por mais que as musicas tenham um significado especial, nada melhor que entao dar uma nova musica a um novo momento... ao casamento. Ou entao so o instrumental...sem a letra..

A mim faria confusao.
mas eu gosto imenso dessas musicas todas. So acho que ha uma altura devida para cada tipo de coisa, para cada cançao.

joanaclvalente
Retrato de joanaclvalente
Offline
Desde: 14.10.2009
Nenhuma confusão. Cada um tem
Quarta, 28/10/2009 - 10:12

Nenhuma confusão.

Cada um tem o seu gosto e as pessoas gostam cada vez mais de marcar a diferença e as musicas que marcam uma relação nem sempre são escolhidas, muitas vezes simplesmente acontecem.

Jojo

Vegas
Retrato de Vegas
Offline
Desde: 17.12.2008
Eu não teria problema nenhum
Quarta, 28/10/2009 - 10:22

Eu não teria problema nenhum em colocar uma música, mesmo que fosse triste (quer em termos melódicos, quer na letra) se fosse uma música que eu e o noivo gostassemos muito e nos dissesse algo, por alguma razão em especial.

Porquê? Porque durante o evento (como constatei) poucos convidados se aperceberam das músicas.

Respondendo às questões:

- Até que ponto vos faria confusão terem uma música deste género na vossa Cerimónia (bonita vocal e instrumentalmente, mas cuja letra fosse triste ou pouco adequada)?

Nenhuma confusão. O dia é dos noivos e por isso as músicas são ao gosto destes. No meu casamento tive músicas adequadas e outras que saiam fora do padrão esperado, mas acontece que se enquadraram perfeitamente (é tudo uma questão de enquadramento... momento certo, local certo, ambiente apropriado). Os próprios convidados nem estranharam sequer (talvez porque a música nos deixava muito sensíveis e isso notava-se na nossa expressão), ou então porque nem percebiam a letra (quem está com atenção às letras neste dia?). Eventualmente um ou outro que conhecesse a letra pode ter achado estranho, mas nunca fizeram comentário algum.

- Para quem teve músicas deste género na cerimónia, qual foi o motivo: música favorita, música relacionada com o namoro, música dedicada a alguém presente na cerimónia, ...?

No meu caso foi mesmo um conjunto de músicas que ambos adorávamos, outras que marcaram algum episódio no nosso namoro.
Por isso quisemos incluí-las (foi mesmo um pedido nosso e nada tinham a ver nem com o próprio gosto do DJ responsável pela música desde a nossa chegada à Quinta, até ao Final de tudo. Por ele... elas não seriam incluídas...).

Sorriso

Note-se que eu tive um casamento civil, com uma missa, numa Quinta. Logo a colocação de músicas, durante a cerimónia e todo o dia, foi ao nosso gosto.
Caso a cerimónia fosse numa Igreja, provavelmente teria de me sujeitar às músicas que o Padre autorizasse (dou o exemplo do meu irmão que casou nos Jerónimos e que viu a lista de músicas dele muito censurada, pois nesta Igreja não pode ouvir-se qualquer tipo de música).

*******************************
Visitem o meu novo site: www.vegascosmetics.pt/pt25142
Ganha um rendimento extra: vegas.lisboa@gmail.com
Beijinho
*******************************

Vegas
Retrato de Vegas
Offline
Desde: 17.12.2008
Acrescento ainda que: - "Love
Quarta, 28/10/2009 - 10:20

Acrescento ainda que:

- "Love of my Life" dos Queen

foi uma das que pedimos para ser tocada durante a cerimónia pois ambos ADORAMOS esta música.

É LINDA!!!!! E nós queriamos só ouvir músicas lindas (tivessem ou não a ver com o tema casamento).

*******************************
Visitem o meu novo site: www.vegascosmetics.pt/pt25142
Ganha um rendimento extra: vegas.lisboa@gmail.com
Beijinho
*******************************

Sandra Sa
Retrato de Sandra Sa
Offline
Desde: 16.09.2009
olá
Quarta, 28/10/2009 - 11:01

Fazendo parte de um grupo coral e sabendo um pouco do assunto em relação à cerimónia, tenho-te a dizer que muitos padres actualmente nao permitem que se toquem musicas sem fundo liturgico na cerimónia religiosa, mas por exemplo o meu noivo quer entrar ao som instrumental dos metallica e eu só não entro ao som deles mas com outra musica pois acho que iria chocar a minha familia e ninguem ia se aperceber de que eu estaria a entrar, senão entrava.
Nao são as letras ou melodias que interessam mas sim o significado da musica para cada casal, se marcaram momentos ou se fazem lembrar coisas boas.
Eu acho que uma musica por muito triste e melancólica que seja se faz os noivos lembrar de um momento, nem que seja um olhar, deve estar de alguma forma relacionada com o casamento.
Uma música que tem obrigatoriamente que ser tocada no nosso dia é de uma outra banda de rock...

23.10.2010
Finalmente encontrei-te...
Estaremos sempre lado a lado...
Sandra Sá & Ricardo Andrade

ensemble minnesang
Retrato de ensemble minnesang
Offline
FornecedorApoio a Comunidade
Desde: 13.08.2008
Pois...
Quarta, 28/10/2009 - 11:34

Eu tenho duas opiniões, a pessoal e a profissional: não me faria confusão nenhuma ter músicas tristes no meu dia, a maioria das minhas canções favoritas não se refere ao amor ou à união. Por outro lado, enquanto intérprete a verdade é que me custa um pouco dizer um texto triste num evento em que devia imperar a boa-disposição e os sorrisos!

Interpretar estas letras mais melancólicas numa Recepção já não me faz confusão nenhuma, mas apenas na Cerimónia Religiosa ou Civil, quando as pessoas prestam mais atenção à música.

Depois de vos ler, parece-me que será melhor ideia esperar que os Noivos as peçam enquanto pedidos especiais, e não investir em partituras dessas peças para alargar o repertório.

Outra situação: imaginem que os vossos pais, ou um irmão, ou os padrinhos, têm uma música que significa muito para eles, e que gostariam de lhes fazer uma dedicatória na Cerimónia (é cada vez mais comum). E se a música favorita deles fosse desse género? Fariam o "sacrifício" de a incluir na Cerimónia apenas porque iria ser mais especial para eles? Guardariam para o Copo d'Água?

Beijinhos bem musicais* Sorriso

Ensemble MinneSang
+351 96 5373 342, 91 9697 571, 93 1620 554 ensemble.minnesang@gmail.com
Site: www.ensembleminnesang.com
Facebook: http://facebook.com/ensemble.minnesang

Rui A.
Retrato de Rui A.
Moderador
Offline
Já tenho o livro!Apoio a Comunidade
Desde: 24.09.2008
Ora aqui está uma questão
Quarta, 28/10/2009 - 12:19

Ora aqui está uma questão bastante interessante, e compreendo perfeitamente a sua questão.

Parece-me que o que acaba por acontecer é um corte total no que diz respeito à intenção e significado que o autor tem quando compõe a música (ou mais especificamente, escreve a letra), e o significado pessoal que ela acaba por ter para alguém - neste caso noivos, mas é algo que se aplica a qualquer pessoa com qualquer música.

E assim sendo, se é o significado pessoal que se sobrepõe a tudo o resto, quer a letra, quer ao significado que possa ter para os restantes convidados, percebo a opção.

Lembro-me de pensar precisamente isso há uns anos atrás, quando a My Immortal dos Evanescence estava tão na moda e que por alturas de 14 de Fevereiro era pedida em tudo o que era rádio, em dedicação à cara-metade.

Suponho que aconteça o mesmo em situações opostas: músicas mais alegres e com letras mais apropriadas, que acabam por suscitar sentimentos tristes e deprimentes por estarem associadas a alturas menos boas da vida das pessoas (por exemplo, alguém que passa por uma separação difícil, aquela que fora a "música do casal" dificilmente poderá ser ouvida novamente com alegria, mesmo que a letra seja alegre).

CorpseBride
Retrato de CorpseBride
Offline
Desde: 02.10.2008
Bom...
Quarta, 28/10/2009 - 12:21

... como saberás (podemos finalmente tratar-nos por 'tu'? Começa a fazer alguma confusão, a formalidade... Sorriso ), essa questão a nós não nos fez muita confusão.
Quisemos essencialmente músicas que fossem especiais para nós, mas ainda assim, fizemos um esforço por não escolher alguma que falasse de anticristos, chacinas sanguinárias, unicórnios ou dragões (se bem que a "Eppur si Muove"... shhh. Segredo ) Espertalhão

Só por consideração a convidados que pudessem estar mais atentos à letra e ao facto de a cerimónia ser religiosa, é que tomámos um cuidado extra... Mas longe de nós querermos só músicas cor-de-rosa. Se não condizem connosco, não faria sentido estarem lá. Sorriso

Pelas demonstrações do Ensemble a que assistimos, deu para perceber que a tendência geral do mercado não é exactamente a nossa, pelo que me parece que a opção por não apostar em temas mais 'fora', sem ser a pedido dos noivos, é acertada. Sorriso

I am the "who" when you call "who's there?"

ensemble minnesang
Retrato de ensemble minnesang
Offline
FornecedorApoio a Comunidade
Desde: 13.08.2008
Olá Rui A.,
Quarta, 28/10/2009 - 13:23

Pois, aí está um bom exemplo ("My Immortal", dos Evanescence): uma música triste, que no fundo fala em separação e ingratidão, e que, por ser muito bonita e ter sido muito tocada, assumiu contornos de música romântica!

Um casal de Noivos de 2010 escolheu para a sua Cerimónia a "Hello", também dos Evanescence:
http://www.youtube.com/watch?v=Ih61MJ72v1Y

A canção foi escrita após falecimento da irmã da cantora; na minha opinião, é absolutamente lindíssima e ficará divinal num momento meditativo que os Noivos farão durante a Cerimónia: irão acender as velas baptismais no altar antes do Consentimento e Entrega das Alianças. O sr. Padre que irá realizar a cerimónia (familiar do Noivo) disse-lhes já que não lhe faz confusão ter uma ou outra música não litúrgica, por isso sabemos que não será impedimento.

Eu sei que me sentirei estranha a cantá-la, porque obviamente não poderei dissociar a interpretação das palavras que estou a dizer! Mas compreendo a escolha deles: é a música de quando iniciaram a relação, e era o mesmo cd que tocava quando ele a pediu em casamento. Por isso, será assim tão estranho fazerem questão de a ouvir no dia, quer isso agrade aos convidados ou não?

E sim, tantas músicas positivas e alegres se tornam pesadas e tristes por se associarem a perdas ou a maus momentos...

Beijinhos musicais tanto alegres como melancólicos* Sorriso

Ensemble MinneSang
+351 96 5373 342, 91 9697 571, 93 1620 554 ensemble.minnesang@gmail.com
Site: www.ensembleminnesang.com
Facebook: http://facebook.com/ensemble.minnesang

ensemble minnesang
Retrato de ensemble minnesang
Offline
FornecedorApoio a Comunidade
Desde: 13.08.2008
Querida CorpseBride,
Quarta, 28/10/2009 - 17:35
CorpseBride escreveu:

... como saberás (podemos finalmente tratar-nos por 'tu'? Começa a fazer alguma confusão, a formalidade... Sorriso ), essa questão a nós não nos fez muita confusão.
Quisemos essencialmente músicas que fossem especiais para nós, mas ainda assim, fizemos um esforço por não escolher alguma que falasse de anticristos, chacinas sanguinárias, unicórnios ou dragões (se bem que a "Eppur si Muove"... shhh. Segredo ) Espertalhão

Só por consideração a convidados que pudessem estar mais atentos à letra e ao facto de a cerimónia ser religiosa, é que tomámos um cuidado extra... Mas longe de nós querermos só músicas cor-de-rosa. Se não condizem connosco, não faria sentido estarem lá. Sorriso

Pelas demonstrações do Ensemble a que assistimos, deu para perceber que a tendência geral do mercado não é exactamente a nossa, pelo que me parece que a opção por não apostar em temas mais 'fora', sem ser a pedido dos noivos, é acertada. Sorriso

Sim, claro que podemos tratar-nos por "tu", é o hábito que mo tem impedido, mas realmente não tem lógica nenhuma! Sorriso

Sim, o vosso caso foi um dos paradigmáticos, em que duas das músicas pedidas não continham mensagem positiva! Mas aí está, a verdade é que vocal e musicalmente eram as duas interessantíssimas, tanto é que a dos Queen foi logo para a nossa lista de sugestões: tocámo-la uma outra vez numa recepção e sabemos que o mais provável é não a tocarmos mais, mas lá fica porque é muito rica musicalmente (podemos sempre tocá-la sem letra..).

A dos Haggard (através do vídeo que nos deram, mais uma vez obrigada!) já serviu para um casal nos avaliar num estilo mais medieval/celta, e eles gostaram muito dessa nossa versão, mesmo sem letra adequada à temática!

A questão que mencionaste de terem tido atenção aos convidados é que foi pertinente: será que, enquanto convidada, e conhecendo-'te' bem e ao teu estilo, ficarias mal-impressionada se ouvisses alguma música com letra mais melancólica ou com unicórnios e dragões numa outra cerimónia? Sorriso

É que realmente o mais provável seria este tipo de músicas não fazer (ter feito?) confusão nenhuma a quem vos conhece bem e ao vosso estilo! Como convidada, como encararias essas opções?

Coloco a mesma questão a quem já respondeu: far-vos-ia a mesma confusão enquanto convidados ouvir este tipo de músicas numa cerimónia? Faria menos? Ou mais? Lembrar-se-iam que poderiam ser músicas muito especiais, ou dedicadas a alguém? Ou pensariam apenas que eram inadequadas?

Beijinhos com letra sobre gnomos e ogres* Sorriso

Ensemble MinneSang
+351 96 5373 342, 91 9697 571, 93 1620 554 ensemble.minnesang@gmail.com
Site: www.ensembleminnesang.com
Facebook: http://facebook.com/ensemble.minnesang

ensemble minnesang
Retrato de ensemble minnesang
Offline
FornecedorApoio a Comunidade
Desde: 13.08.2008
E obrigada...
Quarta, 28/10/2009 - 17:35

... a todos os que responderam e/ou irão responder: é mesmo importante para mim (nós) percebermos os diferentes pontos de vista sobre esta questão, e as opiniões à volta dela!

Beijinhos agradecidos* Sorriso

Ensemble MinneSang
+351 96 5373 342, 91 9697 571, 93 1620 554 ensemble.minnesang@gmail.com
Site: www.ensembleminnesang.com
Facebook: http://facebook.com/ensemble.minnesang

CorpseBride
Retrato de CorpseBride
Offline
Desde: 02.10.2008
Como convidada
Quarta, 28/10/2009 - 18:08
ensemble.minnesang escreveu:

A questão que mencionaste de terem tido atenção aos convidados é que foi pertinente: será que, enquanto convidada, e conhecendo-'te' bem e ao teu estilo, ficarias mal-impressionada se ouvisses alguma música com letra mais melancólica ou com unicórnios e dragões numa outra cerimónia? Sorriso

É que realmente o mais provável seria este tipo de músicas não fazer (ter feito?) confusão nenhuma a quem vos conhece bem e ao vosso estilo! Como convidada, como encararias essas opções?

Pondo-me no lugar dos nossos convidados, o mais provável é que nem tenham dado conta do que é que essas músicas falavam. Para dizer a verdade, só um é que reconheceu a Eppur, como eu já esperava. Careta E esse não estranhou nadinha a escolha, lá por ser uma temática pouco tradicional.

Mas imaginemos que explicávamos a toda a gente o conteúdo dessas músicas (caso tivéssemos tido um missal, por exemplo, onde o pudéssemos ter feito)... O que iria acontecer seria que alguns narizes se torcessem um bocadinho, por parte do pessoal mais tradicional (pais e avós, sobretudo), mas no geral penso que não iria haver grande celeuma à volta do caso. Sorriso

Seja como for, nós próprios contivemo-nos um pouco em atenção ao tipo de cerimónia que foi. Mesmo aos nossos olhos, e apesar dos nossos gostos... achámos conveniente não abusar. Ainda assim, não escolhemos nenhum tema por 'frete'. Mas tivesse sido uma cerimónia civil, e o Ricardo teria que ter treinado uns guturais, muito provavelmente. Espertalhão

Agora - e alongando ainda mais a resposta Careta - alarguemos o âmbito da discussão e consideremos a recepção no restaurante.
No nosso caso, optámos por passar uns CD's para que o factor música não tomasse um protagonismo que não pretendíamos, naquele momento. Mas mesmo a selecção que fizemos para esses CD's não foi exactamente a nossa playlist de mp3 do dia-a-dia.

É que se, eventualmente, ainda poderíamos ter 'abusado' um pouco durante a cerimónia, considerando que os convidados não iam estranhar, penso que o mesmo não seria aplicável às várias horas seguidas da recepção.
Por mais boa vontade que as pessoas tivessem, não as submeteríamos a 5 ou 6 horas de Metal. Pode ser a 'nossa' música de eleição, mas temos a consciência de que tanto move amores como ódios, e que só agrada ainda a uma minoria.
Imagino-me a ter que aguentar um copo d'água inteiro ao som de hip-hop ou de kizomba, e também não gostaria... Pelo que assim se justifica temos escolhido músicas que pudessem agradar a todos, inclusive a nós. Sorriso

I am the "who" when you call "who's there?"

Tsuga
Retrato de Tsuga
Offline
Desde: 16.02.2009
A minha opinião
Quarta, 28/10/2009 - 18:18

Sinceramente, até gosto de ver uma ou outra música mais "pessoal" num casamento, mesmo que a letra não fale dum final feliz. Andei num grupo coral amador e chegamos a cantar em casamentos. Os mais bonitos, para mim, eram aqueles que tinham uma ou duas músicas que reflectiam a personalidade dos noivos, e neste caso, as músicas eram pedidas pelos próprios. Agora, é como em tudo, tem de haver um meio termo. À partida, os convidados conhecem bem os noivos, por isso cantarem uma ou outra música que seja a cara dos mesmos, não acho que choque ninguém. Por outro lado, os noivos também sabem que é um casamento na igreja e podem escolher algo mais soft; como alguém referiu aqui, escusam de falar no anti-cristo. Muitas vezes nem se canta a música inteira; podem só escolher a parte da letra mais "alegre" ou fazer só um instrumental.
Haja bom senso. Piscar o olho

Vegas
Retrato de Vegas
Offline
Desde: 17.12.2008
citando a Ana Celeste
Quarta, 28/10/2009 - 19:25
ensemble.minnesang escreveu:

...

Coloco a mesma questão a quem já respondeu: far-vos-ia a mesma confusão enquanto convidados ouvir este tipo de músicas numa cerimónia? Faria menos? Ou mais? Lembrar-se-iam que poderiam ser músicas muito especiais, ou dedicadas a alguém? Ou pensariam apenas que eram inadequadas?

Beijinhos com letra sobre gnomos e ogres* Sorriso

Olá,

Eu pensaria que seriam músicas escolhidas pelos noivos e por isso respeitaria o gosto e não iria estranhar.

Mas isso não quer dizer que gostasse ou que achasse apropriado.

Tal como diz a CorpseBride, na analogia que ela faz ao kizomba (tomara a mim ter um casamento só com essa música Sorriso é tão giro haver pessoas diferentes!!!), se eu estivesse num casamento em que as músicas fossem sempre do meu desagrado, provavelmente sairia quando já não aguentasse mais ouvi-las.

Aliás isso quase que aconteceu num casamento a que fui no ano passado. O DJ cantava e colocava apenas música... pimba!!! É mesmo! E ainda por cima não tinha a noção do quão alto que estava que, na minha mesa, ninguém conseguia falar sem ser aos gritos.

Foram horas de puro suplício, quer pelo gosto musical do referido DJ (porque não quero acreditar que fossem escolhas dos meus amigos noivos) quer pelo tom altíssimo.

A música pode mesmo estragar uma festa!

Felizmente que alguém pediu para o DJ colocar outro tipo de músicas e alguém pediu para baixar o volume porque... eu estava quase a ir embora sem a boda ter terminado.

Bom, mas resumindo, pode não me fazer confusão, mas se for em exagero e o tempo todo a ouvir músicas que me desagradem, não só recordarei o casamento pela negativa como acharei que foi um mau serviço do DJ.

Acho que o Grupo ou DJ deve aconselhar os noivos que também é importante que os convidados se sintam bem na festa.
E por isso podem dar sugestões boas (com base na experiência que têm), que completem o gosto dos noivos, não se sobreponham a eles (respeitem a escolha destes) mas ajudem a tornar a festa única e inesquecível e agradável para todos.

Posso adiantar que o DJ do meu casamento foi o João Marques (não sei se conhecem). Ele respeitou os nossos gostos (tenho a certeza que por ele shakira não seria tocada Sorriso ) mas também incluiu músicas de acordo com o estilo de convidados que tive e, por isso, recebi de todos os maiores elogios pelo trabalho dele (não desfazendo na ensemble Ana, que já percebi que é fantástica).

*******************************
Visitem o meu novo site: www.vegascosmetics.pt/pt25142
Ganha um rendimento extra: vegas.lisboa@gmail.com
Beijinho
*******************************

ensemble minnesang
Retrato de ensemble minnesang
Offline
FornecedorApoio a Comunidade
Desde: 13.08.2008
Sim!
Quarta, 28/10/2009 - 19:47
CorpseBride escreveu:

Pondo-me no lugar dos nossos convidados, o mais provável é que nem tenham dado conta do que é que essas músicas falavam. Para dizer a verdade, só um é que reconheceu a Eppur, como eu já esperava. Careta E esse não estranhou nadinha a escolha, lá por ser uma temática pouco tradicional.

Mas imaginemos que explicávamos a toda a gente o conteúdo dessas músicas (caso tivéssemos tido um missal, por exemplo, onde o pudéssemos ter feito)... O que iria acontecer seria que alguns narizes se torcessem um bocadinho, por parte do pessoal mais tradicional (pais e avós, sobretudo), mas no geral penso que não iria haver grande celeuma à volta do caso. Sorriso

Seja como for, nós próprios contivemo-nos um pouco em atenção ao tipo de cerimónia que foi. Mesmo aos nossos olhos, e apesar dos nossos gostos... achámos conveniente não abusar. Ainda assim, não escolhemos nenhum tema por 'frete'. Mas tivesse sido uma cerimónia civil, e o Ricardo teria que ter treinado uns guturais, muito provavelmente. Espertalhão

(Pobrezinho do Ricardo... Acho que se despedia... É que, se o vosso estilo encaixa no meu, já não posso dizer o mesmo em relação a ele... Espertalhão )

Pois, é isso, parece-me que na maioria das vezes os convidados nem dão conta das letras, até porque normalmente os comentários são positivos em relação à escolha musical: acontece imensas vezes os convidados virem ter connosco no final e elogiarem especificamente a escolha do repertório, por ser original, por ser de estilos variados, etc., e nós mencionamos sempre que foi escolha personalizada dos Noivos (porque trabalhamos assim, como sabes).

Daí ter-vos perguntado isso, se como convidados vos faria tanta confusão ouvir uma ou outra letra mais triste, ou se já o sentiram. Porque me parece, da experiência enquanto fornecedora, que não tem feito muita impressão aos convidados tocarmos uma música mais melancólica no meio de outras.

Sim, na Recepção é sempre preciso ter bom senso, e acreditem que a regra de ouro é a variedade: por mais que adoremos determinado estilo, ninguém aguenta os mesmos ritmos, mensagens, vozes ou combinação instrumental durante 5 ou 6 horas sem dar em doido...

Beijinhos metaleiros* Sorriso

Ensemble MinneSang
+351 96 5373 342, 91 9697 571, 93 1620 554 ensemble.minnesang@gmail.com
Site: www.ensembleminnesang.com
Facebook: http://facebook.com/ensemble.minnesang

ensemble minnesang
Retrato de ensemble minnesang
Offline
FornecedorApoio a Comunidade
Desde: 13.08.2008
Olá Vegas,
Quarta, 28/10/2009 - 20:13
Vegas escreveu:

Bom, mas resumindo, pode não me fazer confusão, mas se for em exagero e o tempo todo a ouvir músicas que me desagradem, não só recordarei o casamento pela negativa como acharei que foi um mau serviço do DJ.

Acho que o Grupo ou DJ deve aconselhar os noivos que também é importante que os convidados se sintam bem na festa.
E por isso podem dar sugestões boas (com base na experiência que têm), que completem o gosto dos noivos, não se sobreponham a eles (respeitem a escolha destes) mas ajudem a tornar a festa única e inesquecível e agradável para todos.

Focaste um ponto importantíssimo! Não imaginas a quantidade de vezes que este assunto já deu para longas conversas dentro do Ensemble.

Nós trabalhamos com uma grande lista de sugestões, mas acedemos a pedidos especiais e o nosso trabalho é personalizável a vários níveis: os Noivos escolhem o número e o tipo de instrumentos que querem, escolhem as músicas todas ao seu gosto, escolhem o número de momentos musicais da Cerimónia, etc. Por isso o nosso serviço espelha sempre o estilo, personalidade e gosto musical dos Noivos.

Agora, isto pode trazer-nos problemas quando os Noivos fazem várias escolhas inadequadas, e aí o dilema é:
- aceitar as escolhas dos Noivos, e correr o risco de que as pessoas cataloguem o Ensemble como um grupo que tem repertório desadequado.
- recusar as escolhas mantendo a "integridade musical" do grupo, mas desagradando aos Noivos.

Coloquei este tópico aqui no Fórum precisamente porque cada vez que há pedidos especiais mais estranhos há "reunião parlamentar" do Ensemble para discutir a viabilidade, e as opiniões divergem entre nós e dependendo de cada música (nem sempre os 'conservadores' e os 'liberais' são os mesmos!).

Recusámos recentemente 2 pedidos especiais por conterem letras abusivas para serem interpretadas numa Igreja (duvido muito que os celebrantes deixassem que elas fossem interpretadas, mas ainda assim recusámos à partida).
Num dos casos, os Noivos ficaram um pouco desiludidos, mas recusámos porque a letra mencionava abertamente o decorrer de uma relação sexual e até mencionava o diabo... Naturalmente, nem houve lugar a discussão e eu afirmei que não poderíamos interpretá-la. Os Noivos escolheram outra de que também gostavam e mais adequada e correu tudo bem, mas notei que eles torceram o nariz a essa nossa decisão.

Ora, o que acontece na maioria das vezes é que as letras não são abusivas, são apenas tristes ou nada relacionadas com o casamento ou a temática amorosa, e os padres dão autorização para que as interpretemos; apenas são muito desadequadas e ficamos com receio de que a imagem do grupo fique comprometida. Claro que sugerimos outras opções, e a grande maioria dos Casais confia nas nossas ideias uma vez que, com a experiência, já percebemos o que funciona ou não. Mas às vezes os Noivos estão mesmo decididos, e ficamos no dilema de aceitar ou recusar essas músicas...

Por outro lado, já tivémos surpresas: aceitar pedidos estranhérrimos, estarmos cheios de receio antes de tocar, e as pessoas simplesmente adorarem!

Acho que nunca saberemos como vai correr, só na hora... Sorriso

Beijinhos muito musicais* Sorriso

Ensemble MinneSang
+351 96 5373 342, 91 9697 571, 93 1620 554 ensemble.minnesang@gmail.com
Site: www.ensembleminnesang.com
Facebook: http://facebook.com/ensemble.minnesang

Catarina Neves
Retrato de Catarina Neves
Offline
Fornecedor
Desde: 06.05.2008
Uma coisa é certa...
Quinta, 29/10/2009 - 00:11

... eu (que difícil e raramente delego funções e decisões em alguém)... entregaria a escolha da maioria das músicas à minha querida Celeste e ao Ensemble, deolhos fechados (e ouvidos abertos) Piscar o olho))

Grande abraço Grande abraço Grande abraço

Espertalhão Babão SantosPecados - Gula&Vaidade Espertalhão Babão
Madrinha Orgulhosa da Adriana Magalhães, da Vânia Patrícia e da Lutadora Cat Neves.

ensemble minnesang
Retrato de ensemble minnesang
Offline
FornecedorApoio a Comunidade
Desde: 13.08.2008
:) :) :) :) :) :) :)
Domingo, 01/11/2009 - 22:45
Catarina Neves escreveu:

... eu (que difícil e raramente delego funções e decisões em alguém)... entregaria a escolha da maioria das músicas à minha querida Celeste e ao Ensemble, deolhos fechados (e ouvidos abertos) Piscar o olho))

Grande abraço Grande abraço Grande abraço

Lá estás tu a fazer-me corar... Sorriso

Beijinhos agradecidos* Sorriso

Ensemble MinneSang
+351 96 5373 342, 91 9697 571, 93 1620 554 ensemble.minnesang@gmail.com
Site: www.ensembleminnesang.com
Facebook: http://facebook.com/ensemble.minnesang

ensemble minnesang
Retrato de ensemble minnesang
Offline
FornecedorApoio a Comunidade
Desde: 13.08.2008
Recoloco uma das questões!
Domingo, 01/11/2009 - 22:50

Far-vos-ia muita confusão ouvir numa Cerimónia (enquanto convidados) uma música com letra triste ou não relacionada com o Casamento, a união, o amor, etc.? Repito que não falamos de letras agressivas ou insultuosas, claro, mas apenas melancólicas ou que focassem outros temas.

Qual seria/foi a primeira coisa a passar pela cabeça:
- "Que música tão desadequada..."
ou:
- "Deve ser especial para os Noivos..."

Beijinhos muito musicais* Sorriso

Ensemble MinneSang
+351 96 5373 342, 91 9697 571, 93 1620 554 ensemble.minnesang@gmail.com
Site: www.ensembleminnesang.com
Facebook: http://facebook.com/ensemble.minnesang

Tsuga
Retrato de Tsuga
Offline
Desde: 16.02.2009
O meu primeiro pensamento
Terça, 03/11/2009 - 18:21

"É o gosto dos noivos". Acho que os músicos devem propôr alternativas e aconselhar os noivos, mas se não forem músicas insultuosas, a vontade dos noivos deve prevalecer.

Choca-me muito mais haver desafinações ou falta de timing nas entradas das músicas. Aí eu atiraria "as culpas" para o grupo. Cantar músicas muito diferentes do normal só demonstram a versatilidade dos músicos. Um bom grupo consegue transformar a música mais "foleira" numa obra divinal. Piscar o olho

É só a minha opinião...

ensemble minnesang
Retrato de ensemble minnesang
Offline
FornecedorApoio a Comunidade
Desde: 13.08.2008
Olá Tsuga,
Segunda, 23/11/2009 - 12:58
Tsuga escreveu:

"É o gosto dos noivos". Acho que os músicos devem propôr alternativas e aconselhar os noivos, mas se não forem músicas insultuosas, a vontade dos noivos deve prevalecer.

Choca-me muito mais haver desafinações ou falta de timing nas entradas das músicas. Aí eu atiraria "as culpas" para o grupo. Cantar músicas muito diferentes do normal só demonstram a versatilidade dos músicos. Um bom grupo consegue transformar a música mais "foleira" numa obra divinal. Piscar o olho

É só a minha opinião...

Pois, é que o temos feito, e parece que é unânime que manteremos as decisões nessa base: desde que as letras não sejam agressivas, insultuosas ou desadequadas ao local (no caso de referirem conteúdo sexual explícito ou implícito, por exemplo), e desde que os Celebrantes autorizem a sua interpretação na Igreja, vamos continuar a aceitar os pedidos especiais "tristes" ou "não relacionados com o Casamento" dos Noivos! Sorriso

Obrigada pela sua opinião!

Beijinhos muito musicais* Sorriso

Ensemble MinneSang
+351 96 5373 342, 91 9697 571, 93 1620 554 ensemble.minnesang@gmail.com
Site: www.ensembleminnesang.com
Facebook: http://facebook.com/ensemble.minnesang

Vegas
Retrato de Vegas
Offline
Desde: 17.12.2008
nova questão
Segunda, 23/11/2009 - 14:42
ensemble.minnesang escreveu:

Far-vos-ia muita confusão ouvir numa Cerimónia (enquanto convidados) uma música com letra triste ou não relacionada com o Casamento, a união, o amor, etc.? Repito que não falamos de letras agressivas ou insultuosas, claro, mas apenas melancólicas ou que focassem outros temas.

Qual seria/foi a primeira coisa a passar pela cabeça:
- "Que música tão desadequada..."
ou:
- "Deve ser especial para os Noivos..."

Beijinhos muito musicais* Sorriso

olá

é difícil responder a esta nova questão porque... nós aqui neste Forum estamos muito envolvidos com o tema casamento.
Assim, é difícil respondermos de forma mesmo "expontânea" ou como responderiam os convidados menos envolvidos nos preparativos e tudo o que rodeia um casamento.

Não sei se estou a ser explícita...

O que tento dizer é que eu, neste momento, perante a vossa nova questão, responderia isto "Deve ser especial para os Noivos..."
mas na verdade, se eu fosse uma mera convidada, e que há muito tempo até nem fosse a um casamento, provavelmente a minha primeira impressão ao ouvir uma música mais melancólica seria: "Caramba, estamos num casamento e não num velório, será que se enganaram na música?" e sim, acho (desculpem-me sim?) que iria "culpar" o DJ ou conjunto pela escolha que tinham feito.

De qualquer forma, ao sondarem os membros deste Forum, podem ficar com uma ideia diferente, do que sondassem convidados menos envolvidos nestes pormenores que envolvem um casamento.

Grande abraço

*******************************
Visitem o meu novo site: www.vegascosmetics.pt/pt25142
Ganha um rendimento extra: vegas.lisboa@gmail.com
Beijinho
*******************************

-hope-
Retrato de -hope-
Offline
Desde: 07.07.2009
um tópico apropriadoàs minhas dúvidas!!! :)
Quinta, 26/11/2009 - 22:50

olá, olá...

Descobri este tópico com uma das minhas dúvidas...
Aproveito para pedir opiniões, conselhos, enfim...
Há uma música, especialmente, que gostaria(mos) de ter no casamento -Stuck In A Moment You Can't Get Out Of (U2)- é simplesmente a nossa música. Nós até costumamos brincar: " não fomos nós que escolhemos a música, a música é que nos escolheu"!
A minha futura cunhada não acha muita piada à ideia, diz que é deprimente Triste Tenho receio que as restantes pessoas pensem o mesmo, mas quero mesmo essa música!

Que acham?!?

Bjs

-hope- http://onossocasamento.pt/forum/minhas-idealizadas...

Orgulhosa afilhada de Xana Moreira
Madrinha babada de Neia Batista

ensemble minnesang
Retrato de ensemble minnesang
Offline
FornecedorApoio a Comunidade
Desde: 13.08.2008
Querida Elisabete,
Domingo, 29/11/2009 - 17:06
Vegas escreveu:

De qualquer forma, ao sondarem os membros deste Forum, podem ficar com uma ideia diferente, do que sondassem convidados menos envolvidos nestes pormenores que envolvem um casamento.

Grande abraço

Como sempre, comentários bastante pertinentes... É uma questão que já me tinha ocorrido, mas a partir do momento em que a expões dessa maneira parece-me mais importante do que me pareceu à primeira.

Acho que vamos começar a distribuir inquéritos à saída das Cerimónias que musicamos:
- "Achou as músicas X e Y desadequadas?"
- "Culpa os músicos por tal, ou ocorreu-lhe terem sido escolhas especiais por parte dos músicos?"

Espertalhão Espertalhão Espertalhão

Seria a única forma de saber realmente, não? Sorriso

O que vale é que, hoje em dia, cada vez mais as pessoas se envolvem na preparação do Casamento, do próprio ou do de familiares e amigos, e vai crescendo essa consciência de que tudo é personalizável.

Beijinhos muuuito agradecidos* Sorriso

Ensemble MinneSang
+351 96 5373 342, 91 9697 571, 93 1620 554 ensemble.minnesang@gmail.com
Site: www.ensembleminnesang.com
Facebook: http://facebook.com/ensemble.minnesang

ensemble minnesang
Retrato de ensemble minnesang
Offline
FornecedorApoio a Comunidade
Desde: 13.08.2008
Olá Hope,
Domingo, 29/11/2009 - 17:14
-hope- escreveu:

olá, olá...

Descobri este tópico com uma das minhas dúvidas...
Aproveito para pedir opiniões, conselhos, enfim...
Há uma música, especialmente, que gostaria(mos) de ter no casamento -Stuck In A Moment You Can't Get Out Of (U2)- é simplesmente a nossa música. Nós até costumamos brincar: " não fomos nós que escolhemos a música, a música é que nos escolheu"!
A minha futura cunhada não acha muita piada à ideia, diz que é deprimente Triste Tenho receio que as restantes pessoas pensem o mesmo, mas quero mesmo essa música!

Que acham?!?

Bjs

Pois, o seu caso é similar aos que refiro neste tópico!

Uma pergunta: em que momento estariam a pensar colocá-la? É que, por exemplo, eu não a colocaria na Entrada da Noiva ou Alianças, mas na Saída da Igreja já não faria tanta confusão!

Ou colocar o original a tocar na vossa Entrada na Quinta; a música tem um instrumental poderoso e faria um bom efeito. Na Quinta a letra já não faria tanta confusão, parece-me, do que se a usasse na Cerimónia Religiosa ou Civil...

Não acho a letra deprimente, apenas (aí está) não é relacionada com o casamento, ou a união, ou o amor...
Segue a letra:

[[[[[I'm not afraid of anything in this world
There's nothing you can throw at me
That I haven't already heard
I'm just trying to find a decent melody
A song that I can sing
In my own company

I never thought you were a fool
But darling, look at you. Ooh.
You gotta stand up straight, carry your own weight
'Cause tears are going nowhere baby

You've got to get yourself together
You've got stuck in a moment
And now you can't get out of it
Don't say that later will be better
Now you're stuck in a moment
And you can't get out of it

I will not forsake the colors that you bring
The nights you filled with fireworks
They left you with nothing
I am still enchanted
By the light you brought to me
I listen through your ears
Through your eyes I can see

You are such a fool
To worry like you do.. Oh
I know it's tough, and you can never get enough
Of what you don't really need now
My, oh my

You've got to get yourself together
You've got stuck in a moment
And you can't get out of it
Oh love, look at you now
You've got yourself stuck in a moment
And you can't get out of it
Oh lord look at you now
You've got yourself stuck in a moment
And you cant gt out of it

I was unconscious, half asleep
The water is warm 'til you discover how deep
I wasn't jumping, for me it was a fall
It's a long way down to nothing at all

You've got to get yourself together
You've got stuck in a moment
And you can't get out of it
Don't say that later will be better
Now you're stuck in a moment
And you can't get out of it

And if the night runs over
And if the day won't last
And if your way should falter
Along this stony pass

It's just a moment
This time will pass]]]]]

Pode ser que receba outras opiniões!

Beijinhos nada deprimentes* Sorriso

Ensemble MinneSang
+351 96 5373 342, 91 9697 571, 93 1620 554 ensemble.minnesang@gmail.com
Site: www.ensembleminnesang.com
Facebook: http://facebook.com/ensemble.minnesang

As alterações efectuadas serão aplicadas a todos os tópicos.