8 respostas [Última]
Marshmallow
Retrato de Marshmallow
Offline
Desde: 27.11.2011
Convidados pagam
Terça, 17/10/2017 - 16:33

Olá a todas, sou nova aqui no forum apesar de já vos seguir há bastante tempo.

Eu e o meu noivo queremos casar-nos no próximo ano e finalmente formarmos a nossa família, contudo não temos de facto nenhum dinheiro reservado para o casamento. E julgo que não iremos ter forma de juntar dinheiro para pagar os custos de um casamento já que teremos também que procurar casa e eventualmente mobilar.

Assim surgiu-nos a ideia dos convidados pagarem o seu próprio lugar já que efetivamente aquele dia serápara nós comemorarmos o nosso amor e acreditamos que quem quiser partilhar connosco irá compreender. Já alguém aqui optou por se casar dessa forma? Como é que correu?


SaraTO
Retrato de SaraTO
Offline
Desde: 09.06.2014
Marshmallow, isso é o que
Quarta, 01/11/2017 - 14:09

Marshmallow, isso é o que normalmente acontece. Os convidados pagam o seu próprio lugar através do presente que oferecem aos noivos.
O que vocês querem fazer é dizer vamos casar, o valor do copo de água é tanto e precisamos desse dinheiro antes da festa. Pq normalmente o copo de Água tem q ser pago com antecedência. E o valor dos menus dependem do número de convidados. Como sabem qt pedir sem terem confirmações? E depois ainda vão querer um presente de casamento também?
Acho que isso só seria possível se casarem num restaurante e cada um paga o que consome, numa quinta não me parece viável...

Na altura eu e o meu marido não achamos justo os nossos pais pagarem o nosso casamento e por isso só o fizemos quando tivemos dinheiro para tal. Começamos por morar juntos, mobilamos casa aos poucos e juntamos o nosso dinheiro para pagar o nosso casamento. Fizemos um casamento para as nossas possibilidades. Abdicamos de algumas coisas porque tinhamos um budget.
Vocês vao fazer escolhas (ter ou nao fogo de artificio, haver ou não marisco, 2 ou 3 pratos) com o dinheiro dos vossos convidados.
na minha opiniao a vossa alternativa é deselegante.
já agora quanto estavam a pensar pedir?

Flima
Retrato de Flima
Offline
Desde: 18.08.2014
Olá Marshmallow Sinceramente
Quarta, 01/11/2017 - 22:37

Olá Marshmallow

Sinceramente acho isso horrível. Como já foi referido pela outra resposta, os convidados já pagam o seu lugar através da prenda. O que podem fazer é, se os convidados perguntarem dizerem que preferem dinheiro e o resto tem de ficar ao critério deles. Repare, se algum convidado não tiver dinheiro para pagar o seu lugar não pode ir ao casamento. Eu nunca vi isso e se me dissessem que eu tinha de pagar dizia que não ia. Acho que muitos farão o mesmo. A maior parte das pessoas agora dá dinheiro e o pagamento paga-se praticamente a ele próprio com as prendas se não quiser extras dispendiosos. No meu casamento estavam 160 pessoas e recebemos cerca de 9000 euros. Acredite que as pessoas não vão compreender, vão inclusive levar a mal.
Boa sorte

martarodrigo
Retrato de martarodrigo
Offline
Desde: 12.08.2014
Olá Marshmallow, ao inicio
Quinta, 02/11/2017 - 00:30

Olá Marshmallow, ao inicio também pensei o mesmo mas depois de muitas conversas decidimos que não seria o mais correto . Optamos por fazer primeiro a nossa casa e então depois casar no civil numa festa mais reservada e pequena só para os mais chegados porque o dinheiro não era muito.

Mia86
Retrato de Mia86
Offline
Desde: 07.01.2015
Olá Marshmallow! Nos casamos
Quinta, 02/11/2017 - 20:37

Olá Marshmallow!

Nos casamos o ano passado e também tínhamos um plafond limitado mas estive 2 anos noiva para que pudéssemos ter o nosso dia especial!
Tal como já foi referido, os convidados costumam dar dinheiro de presente (a maior parte das pessoas perguntou-nos o que queríamos/ precisávamos) no entanto, e para teres noção, algumas pessoas não ofereceram o suficiente para cobrir a parte deles (quando são casais ou famílias...) - claro que nunca o dissemos (nem sequer referimos o valor por “cabeça”).
Não sei como serão as pessoas que vocês querem convidar mas, se fossem uns amigos nossos, chegados, entenderíamos sim... Mas tenho de concordar que haverá muita gente a não gostar e a achar pouco elegante; além de que nas quintas pedem um sinal quando reservam e depois pagam antes do casamento portanto teriam de pedir os “presentes” em adiantado(?).
Não querendo desanimar até porque há sempre forma de se dar a volta, talvez fosse boa ideia começarem pela casa e por mobilarem com o essencial... Depois disso, é seguir para a fase seguinte!!!

Beijinho*
Sorriso

SORJAG
Retrato de SORJAG
Offline
Desde: 11.10.2015
Olá Marshmallow , desde já
Sexta, 03/11/2017 - 11:19

Olá Marshmallow , desde já muitos parabéns!

No entanto e relativamente à questão que coloca...
Tenho conhecimento que isso tem sido algo comum ultimamente, ou seja, o casal decide casar e não tem como pagar o casamento, optando por os convidados pagarem o seu.
No entanto acho de certa forma um pouco deselegante convidarem e informarem que cada um paga o seu.

Sendo assim, tem sempre a opção de esperar um pouco até ao momento que haja facilidade económica para o fazer ou a opção mais fiável (caso faça mesmo questão de casar no próximo ano), poderá tentar pedir um empréstimo ao banco com o valor que será necessário e posteriormente com as ofertas em dinheiro que os convidados darão, poderá abater esse valor.
Como poderá ir pagando conforme as possibilidades.
Lembre-se que fora o copo de água, poderá poupar de inúmeras maneiras optando por fazer os convites, alguma decoração e até mesmo os brindes.

Um casamento tem um grande investimento.
Caso possa seria aconselhável esperar até ter condições para tal.

Se não fizer diferença então a melhor opção é pedir empréstimo para o casamento.

Informar logo os convidados que cada um paga o seu ... não me parece de todo aconselhável.

Boa sorte para o grande dia Beijinho

rutequeen
Retrato de rutequeen
Offline
Desde: 07.01.2017
Olá. Eu estou noiva e também
Sexta, 03/11/2017 - 15:31

Olá. Eu estou noiva e também não tenho dinheiro para casar. Já moramos juntos.
E uma da minha ideia era essa cada um pagar o seu. Eu não vejo mal. alias pois ja fui convidada para ir a festas de aniversário em que cada um paga o seu e o valor foi de 30 euros por pessoa. Quando mencionei a alguns familiares ficaram chocados comigo por responder à pergunta quando te casas, quando me casar cada um paga o seu. Eu já vi pessoal a casar assim e no convite dizia que convidava que o montante era 50 euros e que dispensavam o presente que pretendiam era a presença dos que eles gostavam no dia que era muito especial.
Só não caso nessa modalidade pois o meu namorado não tem coragem para solicitar à família dinheiro.
Logo estou a juntar dinheiro e não faço ideia de quando isso acontecerá dado que temos famílias grandes. eu tenho um ficheiro no excel com estimativas de preços e se encontrar um local com 35€ por cabeça consigo fazer um casamento de 120 pessoas por 9000 euros ja a cortar em muita coisa.
Agora tentem sondar a família, podem sempre fazer uma lista de casamento com cenas para a casa, de modo a que os presentes caso alguém pretenda comprar algo para a casa seja algo que necessitem. já vi por aqui pessoas a casar e dizerem que os seus casamentos foram lowcost.
Força vão conseguir chegar a um consenso.

Denichu
Retrato de Denichu
Offline
Desde: 29.01.2016
Eu ia sugerir que façam um
Sábado, 04/11/2017 - 23:32

Eu ia sugerir que façam um croudfunding ou kickstarter para o vosso casamento e assim quem pode doa quem n pode n doa. Sorriso
Mas como ja foi referido é bastante deselegante pedir para pagarem para ir ao vosso casamento! Triste
Poupem dinheiro e façam o casamento quando puderem, sem pressas e assim teem a festa que sempre sonharam.
Alguém referiu ser como aniversários que cada um paga o seu, mas um casamento é COMPLETAMENTE unico e só acontece uma vez na vida, é um evento especial!
Boa sorte e felicidades Sorriso

Marshmallow
Retrato de Marshmallow
Offline
Desde: 27.11.2011
Obrigada a todas pela
Terça, 07/11/2017 - 10:35

Obrigada a todas pela partilha de opiniões.

Deixem-me entretanto apenas referir que a ideia seria sim cada um pagar o seu mas dispensarmos o presente. Os tempos estão difíceis para todos e não iríamos pedir duas prendas. A nível de preços também não teremos grande variação causada pelo número de convidados porque não será mais do que 50 pessoas. Será mesmo uma cerimónia para nós e para a família mais chegada.

Somos da opinião que quem quiser de facto partilhar esse dia tão especial connosco não se iria importar e compreenderia a situação. De qualquer forma, tal como a grande maioria de vocês, os nossos pais também não concordaram com a ideia e decidiram fazer também eles um esforço para que todos em conjunto consigamos realizar o nosso casamento.

As alterações efectuadas serão aplicadas a todos os tópicos.