Lua-de-mel no Dubai

Atlantis no Dubai

Uma viagem ao Dubai será exótica, cosmopolita e fascinante. Uma lua-de-mel no Dubai é excelente se forem um casal que apreciam o luxo e o hedonismo. Desde os enormes shoppings, os restaurantes gourmet, os bares e clubes noturnos, tudo isto com praia, ou com as fabulosas piscinas dos hotéis. Esta é uma cidade moderna, e a hospitalidade árabe é muito bem demonstrada. O Dubai oferece não só diversão, mas também cultura com os seus souks e santuários. As excursões ao deserto podem ser para além de aventureiras, muito românticas, e até uma forma de celebrarem momentos diferentes. 

O que necessitam de saber

A maior parte da população de 1,5 milhão de habitantes é estrangeira, o que torna o inglês um idioma corrente, junto da língua árabe oficial.

A moeda do Dubai é o dirham.

Embora seja tentador passar a lua-de-mel num shopping cheio de artigos de luxo a preços convidativos, certifiquem-se que levam um agasalho, porque dentro dos shoppings o ar condicionado está sempre a temperaturas baixas, devido às altas temperaturas que se fazem sentir no exterior.

Existem excursões diárias, bem como safaris no deserto, mas a melhor forma de explorar a cidade é de autocarro, pois podem sair e entrar nos locais que desejarem.

Não se pode fotografar mulheres nas ruas.

Têm de levar passaporte individual com validade mínima de 6 meses.

A voltagem é de 220 V.

Melhor altura para visitar o Dubai

De meados de outubro até meados de abril, o clima é o ideal devido às temperaturas moderadas. De meados de abril até meados de outubro, o clima torna-se menos tolerável, com temperaturas que excedem os 37ºC, e com uma humidade muitas vezes superior a 95%, ou mais, entre junho e setembro. Na altura do verão, os hotéis oferecem tarifas mais baixas.

As tempestades de areia são comuns em março e abril, mas podem também ocorrer noutras alturas do ano.

De outubro a maio é a estação alta no Dubai, com dezembro e janeiro a serem os meses mais ocupados. Em fevereiro, os hotéis enchem-se devido ao festival de compras, e em março, devido à Dubai World Cup, os hotéis também estão lotados.

De acordo com o calendário Islâmico, quando o ano muda, existe o Ramadão, mas embora este seja um período fascinante, a realidade é que a maioria das lojas estão fechadas, e as outras estão apenas abertas a horas restritas; muitos restaurantes não abrem à noite, e a maioria dos bares e clubes estão fechados.

Onde comer no Dubai

A melhor forma de experimentar o luxo é através do estômago, e os restaurantes 5 estrelas estão aqui presentes. Os chefs britânicos Gary Rhodes e Gordon Ramsay nos seus espaços culinários: Grosvenor House Hotel e no Hilton Dubai Creek – ambos oferecem comida digna de estrelas Michelin. Outro restaurante que se junta aos dois anteriores é o restaurante chinês Noble House no Raffles Hotel.

Por outro lado, também existem locais muito baratos para comer no Dubai, como a rua Al Dhiyafah, a rua mais barata para comer no Dubai. Nesta zona, os restaurantes estão no passeio, e poderão provar comida libanesa, iraniana e indiana. Na zona norte da rua fica o Sidra, com saladas. Na outra ponta da rua fica o Pars Iranian Kitchen, onde pratos de marisco ou de borrego são grelhados na hora. Devido às leis de licenciamento, os restaurantes fora dos hotéis, não podem servir álcool, mas a realidade é que os preços são bem mais em conta.

O que fazer no Dubai

Relaxem na praia Jumeirah

No Dubai existem praias privadas com bares, restaurantes e com várias outras coisas para fazerem. A praia Jumeirah é uma praia pública de areia fina, banhada por calmas águas. As vistas desta zona são excelentes.

Divertiam-se no parque aquático

O Wild Wadi é um parque aquático fantástico, mesmo junto ao famoso Burj al Arab e ao hotel Jumeirah Beach. Esta é uma forma muito divertida de passarem o dia, mas devem sempre ter atenção na altura do verão em que as temperaturas podem chegar aos 40ºC durante o dia, sendo necessário colocar protetor solar alto regularmente. A diversão é grande quando se sentam num bote e são impulsionados com jatos de água poderosos. Também podem divertir-se no poderoso Jumeirah Sceirah (o maior e mais rápido escorrega aquático de queda livre fora dos Estados Unidos). Também existe uma grande piscina de ondas e um rio, entre outras atrações.

Admirem as vistas de Burj Khalifa

É impossível não se ver a mais alta estrutura do planeta quando se chega ao Dubai. Acima do horizonte da cidade encontra-se este edifício como uma agulha gigante – sendo um exemplo de tecnologia e do design da atualidade. A oportunidade de observar a cidade do balcão do 134º andar não deve ser perdida. Quer seja de dia ou de noite, a vista é deslumbrante. Marquem a visita alguns dias antes online, e será mais fácil o acesso.

Visitem os shoppings da cidade

O Dubai é muito famoso pelos seus centros comerciais, mas o Centro Comercial do Dubai é quase uma atração turística. É algo gigante, cheio de pessoas a divertirem-se ou a passear. Com um cinema de 22 salas de projeção, aqui tem tudo para todos. A área da restauração é impressionante e nem que seja para verem, devem visitá-la. Existe um parque temático interior de nome Sega World, um mundo para as crianças chamado Kidzania, um aquário gigante, e um ringue de gelo enorme. Levem uns ténis e preparem-se para andar. A partir das 18:00, a fonte do Dubai tem espetáculos que podem rivalizar com alguns de Las Vegas, aproveitem.

Esquiem

Afastem-se do calor e mergulhem numa aventura gelada. No centro comercial dos Emirados (Mall of the Emirates) podem experimentar fazer esqui no deserto. Esquiar no Dubai é possível devido a grandes milagres da tecnologia moderna, e sim, apesar das temperaturas extremas que se fazem sentir, existe um ski dentro de portas, onde se podem divertir durante umas horas. Podem alugar o material necessário para o desporto no local. Porém, não assumam que esta pista de esqui será o mesmo que praticar esqui nos Alpes Suíços, no entanto, para amadores pode ser um momento muito divertido.

Brunch de fim de semana 

Os fins de semana no Dubai começam às quintas à noite, e quase que virou tradição nos restaurantes colocar tudo que consigam comer e beber no brunch de sexta-feira. Os diversos estabelecimentos competem pela quantidade das comidas e bebidas mais elaborados que conseguem oferecer. Os brunchs mais populares são no hotel Al Qasr ou o Bubblicious no Westin, o Shangri La ou One no Fairmont Hotel.

Visitem a casa Sheikh Saeed Al-Maktoum

Uma das residências mais antigas do Dubai é a casa Sheikh Saeed Al-Maktoum, que data do século XIX. A casa foi construída à luz de técnicas tradicionais, e inclui torres captadoras de vento, que ajudam a manter a casa fresca, mesmo nos dias mais quentes. Quando a família Al-Maktoum viveu na casa viu as vistas maravilhosas sobre o golfo pérsico, mas com o desenvolvimento da linha costeira nos últimos anos, grande parte da vista desapareceu. Hoje em dia os turistas podem visitar a casa.

Visitem a mesquita Jumeirah

Esta estrutura única da cidade é um dos pontos mais visitados. Localizada a alguns minutos de carro da zona da praia, é um exemplo da evolução da arquitetura muçulmana. O edifício é todo feito em pedra branca com 2 torres minaretes que chegam ao céu – sendo o ponto central da mesquita. Não é permitida a entrada a não muçulmanos, bem como em qualquer outra mesquita no Dubai. Mas podem visitá-la se fizerem parte das visitas guiadas nos sábados, segundas, terças e quintas de manhã.

Façam uma viagem ao deserto

Se pretenderem fugir da cidade, uma visita ao deserto pode ser fantástica. Existem inúmeras empresas de turismo que os vão buscar ao hotel e os levam para uma excursão ao deserto, que inclui uma viagem de camelo, uma refeição árabe e uma dança do ventre feita por bailarinas. As dunas alaranjadas estão a cerca de 1 hora do Dubai. Os programas normalmente são semelhantes: depois de um percurso mais acidentado sobre as dunas do deserto, após o pôr-do-sol, poderão contar com um jantar bem romântico debaixo do céu estrelado em tendas que lembram o passado. Refeições à base de borrego assado e couscous são usualmente servidas, e podem divertir-se a ver as bailarinas da dança do ventre.

Se forem mais aventureiros, aluguem um 4x4 e poderão banhar-se nos lagos naturais de Hatta, ou na única cascata natural dos Emirados Árabes, Wadi Wurrayah. Porém, convém levarem 2 veículos (caso um avarie), um bom mapa e capacidade para o decifrar, ou um guia experiente para os ajudar a chegar ao local.

Artigos relacionados

Budapeste - Hungria
Se ambicionam uma lua-de-mel mais calma, mas cheia de sofisticação e história, Budapeste é o local ideal. Banhada pelo rio...
Buenos Aires
Uma cidade europeia na América do Sul é como os visitantes costumam descrever esta cidade. A sofisticação e cultura que Buenos...
Cataratas de Niágara
Detentoras de uma beleza natural estonteante, as Cataratas de Niágara são um destino turístico por excelência no continente...
Toscânia – Itália
A Toscânia é a verdadeira zona luxuosa de Itália, não pelas marcas conhecidas, ou pela riqueza financeira, mas sim pela paisagem...

nos fornecedores

Porque numa Lua De Mel todos os pormenores / mimos são poucos,...
Viagens e Turismo Apostamos na qualidade e segurança! Oferecemos...
Com toda a experiência na áerea de viagens e turismo, que vimos...

na galeria

  • Penhalta Diango

Ferramentas