Como contratar um fotógrafo para o casamento

fotógrafo a fotografar noivos

Contratar um fotógrafo para o vosso casamento não é tarefa fácil, tudo depende do vosso orçamento, gostos pessoais, e o tipo de empatia que sentem com o trabalho do fotógrafo.

O fotógrafo estará convosco durante todo o dia do vosso casamento, por isso seleccionar um fotógrafo com o qual se identifiquem e se sintam à-vontade é fundamental.

Não se esqueçam que depois de um momento ser esquecido, resta-nos a fotografia, para nos ajudar a lembrar toques, sentimentos, momentos especiais e todos os detalhes do vosso casamento.

Escolher o estilo

Antes de qualquer tipo de decisão relativa à fotografia do vosso casamento, determinem qual é o vosso género de fotografia. Genericamente existem três tipos de fotografia, sendo cada fotógrafo mais, ou menos especializado num dos tipos:

os fotógrafos tradicionais de casamento, os fotógrafos especialistas em fotojornalismo e os que misturam ambos os estilos. Se gostam de fotografias com movimento, mais espontâneas, então o vosso fotógrafo inclina-se para um fotojornalista; se preferem o retrato tradicional, com mais pose e menos espontâneo, então o vosso fotógrafo será um fotógrafo tradicional de casamento. Se preferem uma mistura dos dois, pois então devem tentar encontrar um fotógrafo que faça a mistura.

Façam o trabalho de casa

Peçam referências a amigos ou a outros noivos, vejam os portfolios colocados nos sites e dêem uma vista de olhos a revistas do sector para determinarem o estilo que melhor vos assenta. Considerem também pedir sugestões a fornecedores da área do casamento, tais como o catering, o local da recepção, entre outros. Depois de se sentirem confiantes com o que desejam, marquem reuniões com pelo menos 5 ou 6 fotógrafos diferentes, cujo trabalho vos seja apelativo.

Candidatos todos ao mesmo nível

Revejam o portfólio de cada fotógrafo com olhos de águia, e não tenham medo de pedir imagens adicionais. Requisitem um álbum completo de pelo menos um casamento – desta maneira conseguirão fazer um juízo melhor do trabalho geral do fotógrafo e não só de imagens seleccionadas por ele. Durante a entrevista não se esqueçam que um casamento é longo, um dia emocionalmente intenso, e a amaneira como cada fotógrafo trabalha varia tanto como o tipo de estética usada nas suas fotografias. Seleccionem alguém cujo temperamento seja compatível com o vosso – ele vai passar todo o dia convosco!

Subcontratação do fotógrafo

Confirmem se vai ser o próprio fotógrafo a fazer as fotografias, ou se irá subcontratar um outro para o mesmo efeito; a sensibilidade de cada pessoa varia de acordo com a sua personalidade, e embora lhe possam garantir que as fotografias serão do mesmo género, a verdade é que o trabalho de um artista nunca é igual ao outro, por muito que usem as mesmas técnicas e contextos. Saibam também se no caso de o fotógrafo principal não poder comparecer por qualquer razão, quem o irá substituir, e peçam para conhecer essa pessoa e o seu trabalho.

Atenção ao contrato

Logo que encontrem alguém dentro do vosso orçamento, cujo trabalho vos tenha encantado, e sintam uma empatia de espírito, não tenham medo e dêem o passo final. Os bons fotógrafos tendem a ter a agenda cheia cedo. Antes de assinarem no fundo da folha, leiam tudo com muita atenção – levem o contrato para casa, e de preferência dêem-no a um advogado para dar uma vista de olhos. Ainda que isto não seja obrigatório, é aconselhável que o contrato tenha mencionado pontos fundamentais como: data do casamento, a quantidade de horas que o fotógrafo e seus ajudantes irão trabalhar, os custos das horas extraordinárias, o preço, a politica de cancelamento do contrato, tipo de fotografias, tipo de álbum, e quantidade de fotografias. O contrato deverá também mencionar os direitos de utilização das imagens – caso o fotógrafo seja dono dos direitos das imagens, saibam quanto tempo irá manter essas imagens.

Ao que tem direito

Quanto ao valor a pagar ao fotógrafo, este deve de ser explicado em detalhe pois os serviços variam muito. Alguns fotógrafos cobram um valor base, que inclui tudo, desde o tempo, produtos, até ao álbum final. Outros fotógrafos de casamento cobram à hora, e as impressões das fotografias são cobradas à parte. Tenham sempre muita atenção a este tipo de pormenores – o que parece barato pode tornar-se muito mais dispendioso no final. Se pretendem marcar o fotógrafo com muita antecedência, tenham a certeza que ele irá fazer o preço acordado nessa altura, e não o actualizar de acordo com o passar do tempo.

Pacotes

Muitos fotógrafos aconselham a escolher um pacote que inclui um certo número limitado de fotografias. Muitas vezes esta solução não é a melhor - se for usada película para fazer as imagens – um fotógrafo que esteja preocupado com a quantidade de fotografias que irá tirar, não estará a prestar a atenção necessária ao que se está a passar à volta dele.

Indumentária

Não se esqueçam de perguntar como é que o fotógrafo irá vestido para o vosso casamento – o vosso fotógrafo deve ser um convidado invisível, para conseguir as fotografias mais espontâneas e naturais.

Artigos relacionados

noiva portuguesa
Quando se pensa nas fotografias do casamento, ninguém quer aparecer com um nariz brilhante, olheiras, ou outras imperfei...
25 fotografias de casamento
O dia do casamento é um dia que passa rápido, pois, a emoção é muita, os momentos são inúmeros, os sentimentos estão ao rubro, e...
Paris Hilton, Beyoncé
Nada como aprender a ser bem fotografado como com os profissionais: modelos e celebridades.
fotografia noiva
Fazer uma sessão de fotografia de casamento Trash The Dress pode ser muito divertido. Trash The Dress significa “sujar o...

nos fornecedores

Sou o Pedro, vivo com a Joana e com os nossos dois filhos. Para...
Slogan. .. Pedimos licença para fotografar e depois o céu é o...
atelier Paula Lage O amor não conhece fronteiras... A equipa...

na galeria

Ferramentas