Casamentos verdes e socialmente responsáveis

casamento verde com damas e pagens

Os casamentos verdes ou ecológicos, socialmente responsáveis, começam a tornar-se bastante populares entre alguns noivos nos dias que correm. Ficam aqui algumas dicas para realizarem um casamento ecologicamente sustentável; ainda que não sigam todas, podem sempre fazer alguma diferença se optarem por incorporar algumas no vosso casamento. A chave para um casamento ecológico e com estilo, mas consciente é simplesmente simplificar. Os detalhes e os materiais usados não devem só servir para poupar dinheiro, mas sim economizar recursos. Trabalhem com os recursos que possuem por perto e sazonais, e sintam-se bem com o vosso esforço em fazê-lo.

Local

O primeiro elemento a considerar é o local para o casamento. A envolvência do local pode significar optarem por um jardim botânico, uma praia, ou mesmo pelo quintal lá de casa. Outra opção mais “indoor” pode passar por escolher um local que seja beneficiado pelo vosso casamento, como um museu, uma associação cultural ou uma galeria de arte.

Mantenham o casamento local

Se possível usem recursos locais para o vosso casamento. Escolham pequenos negócios locais para vossos fornecedores. Para além pouparem no transporte, poluindo menos, contribuirão para o desenvolvimento desses pequenos negócios locais.

Local e iluminação

Se for possível, celebrem o vosso casamento com luz natural, reduzindo os custos com a electricidade. Se for viável optem por fazer uma celebração fora de portas, ao ar livre. Se optarem por utilizar iluminação, escolham velas, para além de criarem um ambiente mais acolhedor e romântico, são uma energia mais limpa. Optem por velas à base de soja, para além de serem mais ecológicas, duram muito mais tempo que as velas de cera comuns.

Vestido de noiva e indumentária do noivo

Usem fibras naturais como algodão orgânico ou seda. Se vão mandar fazer o vestido de noiva, ou o fato do noivo, tenham em atenção aos tecidos; certifiquem-se que não possuem na sua composição, materiais sintéticos ou tingimentos químicos. Muitas noivas e noivos que assumem um casamento verde optam por usar vestidos vintage; vestidos usados pelas suas mães, ou fatos usados pelos seus pais, atribuindo assim um pouco de nostalgia ao seu casamento.

Se não pretendem guardar o vestido de noiva, ou fato do noivo como recordação, doem-nos a alguma instituição depois do casamento. Poderão mesmo vende-los e doar o valor proveniente dessa venda para caridade; o vosso casamento assentará num gesto de amor ainda maior.

Convites

Optem por convites em papel reciclável, ou em materiais alternativos que não sejam prejudiciais ao meio ambiente, como o bambu. Existe papéis reciclados muito bonitos, que farão toda a diferença. Optem por fazer convites em cartões de associações como a UNICEF.

Na maioria dos casos é necessário colocar bastante informação adicional nos convites, como mapas ou informações locais. Uma opção viável será optarem por um site de casamento na internet, onde providenciam toda a informação extra aos vossos convidados, sem terem de gastar papel. Imprimam o endereço do vosso site de casamento nos convites colocando “Não se esqueçam de visitar o nosso cantinho em: www.josemaria.pt”

Cartões

Para fazerem os cartões de escolta, optem por escrever o nome e mesa dos convidados em fruta, como maças, laranjas ou peras, em vez de utilizarem o tradicional papel. Podem também optar por colocar o nome do convidado e da mesa em tecidos que poderão servir como recordação do vosso casamento. Numa alternativa mais elegante, para um casamento mais formal, contratem alguns “escorts” (pessoas que escoltam os vossos convidados aos lugares respectivos) – providos do layout da sala e das mesas. Para além de ser uma opção mais elegante providenciará trabalho a alguém e não consumirá tantos recursos.

Café e chocolate

Quando servirem café ou chocolates aos vossos convidados optem por os adquirir numa loja de Comércio Justo (Fair Trade), ou por produtos que tenham esta designação na embalagem. Isto significa que os agricultores que produziram estes produtos receberam um preço justo, e na maioria dos casos foram cultivados de uma maneira ecológica e sustentável. O café também pode ser oriundo de uma empresa socialmente responsável, como no caso do café da marca Delta em Portugal. Esta empresa é certificada por ser socialmente responsável, o que implica que o comércio desta empresa é responsável pelo desenvolvimento de comunidades desfavorecidas.

Catering

Quando seleccionarem o vosso catering, optem por um que seja especializado em ingredientes orgânicos. Um catering não tem de ser exclusivamente vegan, ou vegetariano, pode simplesmente usar ingredientes de origem orgânica. Falem com o vosso catering, estudem e criem um menu interessante e delicioso com ou sem carne, arrojado, e sem açúcares processados. Como acompanhamento optem por um vinho orgânico, ou seja, oriundo de vinhas que não usem pesticidas ou fertilizantes sintéticos, ou químicos que arruínem o solo ou a água.

Bolo de casamento

Optem por um pasteleiro que vos faça um bolo orgânico, natural e com ingredientes oriundos do comércio livre. Não se esqueçam de servir café também de comércio livre!

Lembranças de casamento

Ofereçam “coisas que crescem”, como bolbos de flores envasados como os jacintos, ou tulipas; sementes de flores, ou de ervas aromáticas. Presenteiem os vossos convidados com saquinhos de chá orgânico, acompanhados de alguns biscoitos de canela feitos pela padaria local, personalizando os invólucros de papel reciclado, com o nome dos noivos. Podem também oferecer pequenos frascos de compota ou mel biológico oriundos de fornecedores locais. Façam donativos a uma instituição de caridade, a um museu, ou até a um parque natural em nome dos vossos convidados, pedindo à instituição que em troca assine cartões pessoais de donativos.

Maquilhagem

No caso de usarem maquilhagem escolham cosméticos de origem natural como os cosméticos da cadeia The Body Shop. Estes cosméticos não são testados em animais, nem sequer são feitos de elementos que não sejam de origem natural. Para além de que os ingredientes usados na sua composição são adquiridos a populações desfavorecidas, ajudando ao desenvolvimento sustentável das mesmas.

Celebrem a natureza

Plantem uma árvore! No dia do vosso casamento, ou quando voltarem da vossa lua-de-mel plantem uma árvore no vosso quintal, no do vizinho, ou até na vossa casa de campo. Com esta atitude, não só estarão a ajudar o meio ambiente, como terão a natureza a celebrar com vocês todos os anos o vosso aniversário. Quem sabe um dia não aproveitam essa árvore para fazerem um baloiço para os vossos filhos?

Flores

Fores sem pesticidas revelam uma beleza que não se encontra nas restantes flores. Flores com aromas envolventes e delicados são sempre flores orgânicas, pois crescem naturalmente sem pesticidas, ou sem serem modificadas geneticamente. Falem com a vossa florista para usar flores locais e da época. Podem adicionar-lhes ervas aromáticas, frutos, tudo de fornecedores locais. As flores de tecidos sintéticos ou à base de plásticos, não são boas opções, pois provocam resíduos perigosos. Podem optar por flores, ou pequenas árvores envasadas que oferecerão aos vossos convidados como lembranças de casamento.

Bouquets

Optem por bouquets feitos de flores orgânicas, de joalharia, ou por um belo leque sevilhano, flores de seda ou em algodão orgânico.  

Jóias

Quando escolherem anéis de noivado ou alianças de casamento, certifiquem-se que não são usados na sua composição “diamantes de sangue” (diamantes cujo comércio gera lucros para guerras). Optar por diamantes sintéticos é uma boa maneira de evitar adquirir “diamantes de sangue”. Optem por joalharia reciclada, significa que o ouro já foi derretido e aproveitado para fazer uma nova peça, este ouro tem a mesma qualidade do ouro que nunca foi derretido. Muitas minas de ouro são devastadoras para o meio ambiente, ou responsáveis por grandes conflitos económicos e sociais. Saibam que são necessárias 30 toneladas de pedra para fazer uma aliança de casamento.

Usar borboletas?

Fazer largadas de borboletas criadas para o propósito pode ser desastroso para as populações locais de borboletas, especialmente se as borboletas libertadas tiverem doenças típicas devido ao facto de serem criadas em cativeiro. Mesmo assim, as borboletas lançadas não têm grandes hipóteses de sobrevivência, um dia tão bonito não deve assentar numa ideia destas.

Artigos relacionados

sobremesas de casamento
Nada como uma fantástica mesa de sobremesas em termos de sabor e de efeito visual para dar à festa do casamento um toque de...
cerimónia religiosa com cálice flores e vela
1. Por exemplo, em vez de terem uma recepção formal com um almoço ou jantar sentados, optem por uma festa...
transporte para os noivos
O transporte serve para levar a noiva até à cerimónia e seguidamente levar os recém-casados at...

nos fornecedores

Organização de eventos. Desde a gestão de orçamento, passando...

na galeria

Ferramentas