Casamento Japonês: rituais e tradições

Casamento Japonês

Costumes como a troca de alianças, o bolo de casamento, lua-de-mel complementam um casamento japonês. Embora cada vez mais as tradições ocidentais estejam a tomar conta das do casamento tradicional japonês, em regra um casamento tradicional japonês é celebrado durante vários dias; hoje em dia as noivas optam muitas vezes por usar os típicos vestidos brancos ocidentais, e muitos noivos optam por celebrar o casamento de acordo com as tradições da igreja católica - embora possam não ter a religião católica como eleita.

Tradição antes do casamento

Cada vez é menos comum utilizar certas tradições passadas. Os casamentos eram muitas vezes utilizados para reforçar as relações políticas ou como uma forma de manter a paz. Em tempos passados, o noivo iria visitar a futura noiva na sua casa durante a calada da noite, e só depois do nascimento de uma criança ou da morte dos pais do noivo é que aceitava a noiva como sua esposa. Depois das visitas nocturnas à noiva, o noivo era convidado pelos pais da noiva a partilhar bolos de arroz. Esta reunião é o ritual mais importante dos antigos rituais, uma vez que era neste encontro que o noivo recebia a bênção dos pais da noiva.

Presentes

Um dos rituais de noivado é a prática do “Yui-no”, onde o noivo é aceite pela família da noiva. Dotado de um forte simbolismo, durante este ritual ambas as famílias dos noivos partilham uma troca de alimentos e de bebidas para selarem o acordo. Entre outros itens, oferece-se dinheiro para comprar sake, que representa carinho e obediência durante a vida de casados. Estes presentes são trocados entre ambas as famílias, num dia considerado como um dia de sorte. Este dia é decidido de acordo com uma consulta prévia do almanaque japonês. Os noivos também fazem uma troca de presentes entre eles, sendo uma saia oferecida ao noivo como símbolo de fidelidade.

Antiga prática do “Mi-Ai”

Mesmo que nos dias de hoje os casais casem por amor, esta prática ainda existe na cultura japonesa. "Mi-Ai" é uma espécie de entrevista feita pelos pais aos futuros noivos. Este ritual é muitas vezes realizado em hotéis ou noutros locais públicos. Depois do “Mi-Ai” o noivo é convidado para visitar a casa da noiva, onde deixa um presente provando assim que ficou impressionado com a futura noiva. 

Marcar o casamento

Embora dêem importância aos dias de sorte para celebrar o seu casamento, hoje em dia, as noivas japonesas preferem celebrar o seu casamento na Primavera ou no Outono, devido ao clima que estas estações proporcionam. Mesmo assim existem dias de sorte referidos no almanaque japonês, o que leva dezenas de casais a casarem nestes dias, ao mesmo tempo e em locais públicos.

Tradições do dia do casamento

Um casamento japonês budista é celebrado num templo budista, onde é feita uma oração e um discurso por um religioso que celebra um ritual de purificação para todos os presentes. No altar são colocados  dois rosários budistas que simbolizam a junção de duas famílias numa; queima-se incenso e celebra-se com uma bebida cerimonial.

As cerimónias mais populares são as Shinto (O caminho dos Deuses), que podem ser celebradas num templo ou em casa. Actualmente, muitos hotéis e locais para casamento já estão equipados para realizarem casamentos deste género.

Os casamentos civis também são muito populares, bem como alguns casamentos católicos.

Rituais e trajes da noiva e do noivo

Hoje em dia, durante as cerimónias Shinto, a noiva e o noivo entram por diferentes portas na cerimónia. Durante a cerimónia o casal veste kimonos feitos de seda. As convidadas mais novas e as amigas da noiva vestem cores fortes, enquanto que as convidadas mais idosas usam kimonos escuros. O uso de um kimono implica o uso dos chinelos tradicionais japoneses, meias brancas, roupa interior, um pequeno saco de mão para a mulher e um penteado apropriado que demora muito tempo a preparar. A noiva tradicional usará uma peruca.

Enquanto o noivo típico japonês usa um kimono preto, a noiva usa um kimono branco com uma peça muito elaborada que é colocada na cabeça, adornada com flores, pérolas e pendentes de ouro, todos eles significando boa-sorte para o casal. A noiva japonesa também é pintada de branco puro dos pés à cabeça, o que representa uma ligação com os deuses. Durante o casamento a noiva trocará de traje cinco vezes, envergando outros trajes igualmente luxuosos.

Depois da celebração religiosa, é costume o noivo e a noiva trocarem votos e prometerem lealdade um ao outro durante a vida de casados, enquanto as duas famílias se olham frente a frente - em vez de olharem para o casal.   

O noivo e a noiva trocam alianças, dirigindo-se, em seguida, ao santuário para fazerem uma oferta aos deuses. São abanados galhos de uma árvore sagrada sobre a cabeça dos noivos, que muitas vezes são também representados por cordões de papel, terminado assim a cerimónia do casamento. Seguidamente é servido sake.

Ritual do sake

Neste ritual, o noivo e a noiva partilham sake sentados numa mesa em frente um do outro, olhando-se nos olhos, dão um gole ao mesmo tempo, tendo o cuidado de pousar os recipientes ao mesmo tempo. Isto é feito com o intuito de não morrerem um antes do outro, ou seja, o que colocar primeiro o copo na mesa será o primeiro a morrer.

Depois do ritual do sake, os noivos são considerados oficialmente casados. São trocados copos de sake entre os familiares das duas famílias, para simbolizar a sua união. Nesta altura, o pai da noiva e o pai do noivo, apresentam todos os familiares, começando assim a recepção do casamento japonês.

Recepção

As recepções japonesas, dependendo do orçamento da família, podem comportar entre 20 e 250 convidados. É costume apresentar a noiva, o noivo, a sua família e amigos, antes da refeição ser servida. O vermelho e o branco são a combinação da felicidade; até a comida pode ter este esquema de cores, desde a sopa até à sobremesa.

Durante a recepção, a noiva troca o vestido de casamento por um kimono vermelho, sendo este mais tarde trocado por um típico vestido de casamento ocidental. O noivo também troca de traje várias vezes durante a recepção.

Durante a recepção do casamento, os noivos sentam-se numa mesa um pouco mais elevada que as dos restantes convidados. Hoje em dia, durante a recepção os convidados dançam, cantam karaoke, convivem, tal como nos casamentos ocidentais. Nesta ocasião é suposto os convidados oferecerem a prenda de casamento entregue num envelope especial para o efeito, usualmente recheado com dinheiro.

Os amigos e as famílias fazem discursos dedicados aos noivos e cortam o bolo tal como no ocidente (a noiva coloca a mão sobre a do noivo que, por sua vez, segura a faca, cortando os dois a primeira fatia de bolo de casamento). Faz-se um brinde aos noivos, e de seguida, os noivos trocam de roupa, vestindo os trajes ocidentais – vestido de noiva e fato de noivo. Quando voltam da muda de roupa, aparecem com um guarda-sol por cima das suas cabeças, o que significa que são amantes.

No final da recepção do casamento, o casal faz um discurso, agradecendo a presença dos seus convidados.

Às duas mães são oferecidos bouquets de flores, e aos pais é oferecido um cravo vermelho para colocarem na lapela. Os pais agradecem a todos por terem comparecido ao casamento, e o noivo e a noiva partem em lua-de-mel.

Artigos relacionados

Casamento Japonês
Costumes como a troca de alianças, o bolo de casamento, lua-de-mel complementam um casamento japonês.
Casamento no campo
Se sonharam com um casamento ao ar livre com um tom rústico e com ar natural, um casamento no campo pode bem ser a realização...
Presentes de casamento
Mal comecem a planear o casamento, comecem a pensar onde, e o que gostariam de obter como ofertas pelo vosso casamento. Mais...
padrinhos casamento
Saibam quais os deveres dos padrinhos e madrinhas do casamento.

nos fornecedores

A Frontkom é uma empresa que oferece serviços diferenciados na...
A Step é o resultado de um projeto profissional de duas sócias,...
Realizamos Casamentos Simbólicos sem referências religiosas, que...

na galeria

Ferramentas