Casamento budista

A visão budista do casamento é bastante liberal. O casamento não é considerado um dever religioso, mas uma opção pessoal.
Depois das formalidades do registo civil estarem completas, os noivos recebem uma bênção dos monges no templo local. Embora os monges budistas não oficializem a cerimónia legalmente, eles fazem um serviço religioso, em ordem de abençoar os noivos. Do ponto de vista budista, o casamento nem é sagrado nem não-sagrado.

Iniciar o ritual do casamento

O acto de casar normalmente é feito escolhendo-se a noiva em secretismo. Poderá ser feito pelos pais ou pelo próprio noivo. Quando um rapaz encontra a rapariga ideal, envia um amigo da família à casa da rapariga. O amigo usualmente leva uma garrafa de vinho e um lenço de seda branco. O seu papel é ver se a família da noiva mostra receptividade à proposta.
No caso de a família concordar, as duas famílias decidem reunir-se. Nesta reunião os membros das duas famílias marcam uma reunião para que o noivado aconteça. A tradição impõe que o rapaz ofereça um presente à rapariga, que pode até ser um pedaço de terreno.

Trajes

A família decide a cor dos trajes da noiva e do noivo, nunca escolhendo a cor preta. Cores quentes como o vermelho ou o dourado são as cores preferidas para esta ocasião.
A noiva budista usa um vestido bordado chamado, o tradicional bhaku. O vestido lembra um sarong comprido. A noiva usa o vestido com uma blusa sem mangas, complementado com um casaco especial, um lenço e alguma bijutaria feita de pedras preciosas e semipreciosas, como as pérolas. A noiva usa também sapatos especiais feitos para o casamento.
O noivo budista também usa um bhaku, só que com mangas. O bhaku tem um comprimento até aos tornozelos. Este traje bordado é usado com um colete chamado lajha. O noivo usa também uma capa bordada e uma faixa à volta da cintura.

Antes do casamento

A cerimónia chamada Nangchang, é a cerimónia onde o compromisso formal acontece. Esta é presidida por um lama ou um rimpoche. Os tios maternais dos dois lados desempenham um papel importante nas negociações do casamento. Do lado do noivo a mãe e os semelhantes representam os papéis importantes. No caso da noiva, toda a família e amigos participam na ocasião. Os convidados trazem a típica bebida Tsang e vários tipos de carnes para a casa da noiva. Eles oferecem arroz e galinha especialmente à mãe da noiva. Isto é um género de pagamento pelo facto da mãe ter amamentado a filha. As famílias voltar-se-ão a reunir de novo para marcarem a data do casamento. O dia da partida da noiva de casa de sua mãe é decidido.

Ritual do casamento budista

Em frente a um altar do deus Buddha, todo decorado com flores e velas, os noivos, as famílias e os convidados juntam-se. O noivo, a noiva e os convidados recitarão o Tisarana, Pancasila e o Vandana quer em Pali, ou outra língua.
É pedido aos noivos que acendam as velas e os incensos. Seguidamente os noivos oferecem flores à imagem de Buddha. Depois disto, o noivo e a noiva deverão recitar à vez, os votos que são prescritos para cada um deles.

  • Votos do noivo: "Em frente à minha mulher que acolho, aceito ama-la e respeitá-la, ser amável, ser fiel, delegar as tarefas domésticas e providenciar presentes para a satisfazer”.
  • Votos da noiva: “Em frente ao meu marido que acolho, aceito realizar as tarefas domésticas eficazmente, ser hospitaleira para com os seus parentes e amigos, ser fiel, proteger os nossos ganhos, efectuar as minhas responsabilidades com amor e conscienciosamente”.

No fim da cerimónia, só os pais ou os semelhantes citarão o Mangala Sutta e o Jayamangala Gatha oferecendo a sua bênção aos noivos.

Celebração do casamento

Música e dança fazem sempre parte de um casamento, num casamento budista não é diferente, as danças tradicionais são celebradas. As mulheres têm as suas próprias danças e os homens dançam versões muito mais monásticas. 

Menu

O banquete de casamento inclui pratos de carne de vaca e de porco. Pratos de arroz também são pratos habituais Os budistas usam pratos orientais, daí os seus pratos serem geralmente assados ou cozidos. Os banquetes budistas têm entradas e doces típicos do norte da Índia e pratos budistas como a sopa Nettle feita de orquídeas e queijo.

Artigos relacionados

A visão budista do casamento é bastante liberal. O casamento não é considerado um dever religioso,...
Casamento Japonês
Costumes como a troca de alianças, o bolo de casamento, lua-de-mel complementam um casamento japonês.
Os casamentos chineses estão repletos de diferentes preparações simbólicas, muito diferentes dos...
Cerimónia de casamento
Pode acontecer não partilharem a mesma religião, surgindo um dilema ou porque ambos sempre sonharam com uma cerimónia à luz de...

nos fornecedores

Se você deseja que a história do seu casamento seja contada...
Grupo musical com repertório diversificado, que se dedica a...
atelier Paula Lage O amor não conhece fronteiras... A equipa...

na galeria

Ferramentas